O Jogo ao Vivo

Premium

Apoio para todos custaria mais 12 milhões no financiamento às artes

Apoio para todos custaria mais 12 milhões no financiamento às artes

Para apoiar as 75 estruturas elegíveis que ficaram excluídas de financiamento no concurso de apoio às artes para 2020/2021, seria necessário um reforço de cerca de 12 milhões de euros.

Segundo os documentos a que o JN teve acesso, onde estão definidas as notas atribuídas pelo júri a cada candidatura e as verbas que pediram, seria esse o valor que apoiaria todas as entidades que obtiveram mais do que a classificação mínima exigida (60%). As contas foram feitas pelo JN, seguindo os critérios definidos para as diferentes linhas de apoio da Direção-Geral das Artes (DGArtes), entidade do Ministério da Cultura (MC) que já distribuiu os 18,7 milhões de euros orçamentados. Do concurso bienal resulta que, para já, serão financiadas 102 estruturas em todo o país, das 177 que se candidataram.

Os resultados, divulgados na semana passada, são ainda provisórios, mas geraram contestação. Interrogado sobre se, à semelhança do que aconteceu em 2018, está a ponderar o aumento da dotação decidida inicialmente, o MC diz que é preciso aguardar: "Decorre agora a fase de audiência de interessados, que termina no próximo dia 25 de outubro, e aguardamos, assim, os resultados definitivos. Na altura certa serão dadas todas as respostas".

Outros Artigos Recomendados