Coliseu Lisboa

Buraka Som Sistema estreiam-se no Coliseus

Buraka Som Sistema estreiam-se no Coliseus

Os portugueses Buraka Som Sistema actuam, esta quinta-feira, pela primeira vez no Coliseu de Lisboa, algo "muito especial" que deverá ser repetido no Coliseu do Porto no dia 19.

O concerto tem como pretexto a apresentação do mais recente trabalho do grupo, "Komba", editado em Outubro.

"Por norma as bandas fecham a tour [digressão] no Coliseu. Nós, como somos do contra, preferimos começar", afirmou um dos membros da banda, Riot (Rui Pité).

Nos concertos nos coliseus, a ideia dos Buraka Som Sistema é "fazer as canções brilharem em todo o seu esplendor", disse outro dos elementos, Kalaf Ângelo.

Tocar pela primeira vez nos coliseus tem para a banda um significado particular, porque estas salas "continuam a ser uma coisa muito especial em Portugal".

"Obviamente que tocar no Rock al Parque [em Julho deste ano em Bogotá, Colômbia] para 110 mil pessoas foi espetacular, mas é um 'feeling' completamente diferente de tocar no Coliseu, no país onde vivemos", referiu Riot.

Nos últimos meses, o grupo tem andado em digressão, em festivais portugueses e estrangeiros.

Depois da enchente da Colômbia, e de concertos na Hungria, Alemanha, Itália ou Brasil -- onde tocaram no Rock in Rio -- os Buraka Som Sistema fazem os coliseus e seguem no dia 22 para Londres, onde actuarão no espaço Heaven.

O segundo álbum, "Komba", conta com as participações de nomes como Sara Tavares, Kaysha, Afrikan Boy, Stereotyp, Mixhell e Bomba Estéreo.

O título do disco remete para um ritual angolano que acontece depois do funeral de alguém. Mais do que um ritual, é "uma festa", onde familiares e amigos se "reúnem para celebrar a vida, o legado, a memória dessa pessoa", com "luz e música", disse Kalaf.

Os Buraka Som Sistema são J-Wow (João Barbosa, DJ), Conductor (Andro Carvalho, MC), Riot (Rui Pité, DJ) e Kalaf (Kalaf Ângelo, MC).

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG