França

Cineasta Luc Besson ouvido por acusação de violação

Cineasta Luc Besson ouvido por acusação de violação

O cineasta francês Luc Besson vai ser ouvido por um juiz na sequência de uma acusação de violação pela comediante Sand Van Roy, afirmou hoje o seu advogado.

Segundo o advogado de Besson, Thierry Marembert, por decisão de um juiz de instrução o cineasta será ouvido na condição de "testemunha assistida", estatuto intermédio entre o de mera testemunha e o de arguido.

"Esta decisão vem confirmar mais uma vez que os factos atribuídos a Luc Besson não têm qualquer fundamento", afirmou Marembert à AFP, indicando que a acusação se arrasta desde 2019.

A alegada vítima, uma comediante belgo-holandesa, afirma que a mais recente violação terá tido lugar a 18 de maio de 2018 em Paris, mas que houve outras anteriores, além de agressões sexuais, durante dois anos de relação profissional com o cineasta.

Depois de ouvir Besson em outubro de 2018 e de realizar uma acareação entre acusado e alegada vítima, a procuradoria parisiense decidiu em fevereiro de 2019 arquivar a acusação por impossibilidade de "caracterizar a infração denunciada em todos os seus elementos constitutivos".

A atriz avançou depois para tribunal civil, conseguindo a abertura, em outubro de 2019, de uma audição,

Segundo o site informativo Mediapart, oito mulheres atribuem a Besson agressões sexuais ao longo da sua carreira, mas os factos prescreveram.

PUB

Em outubro de 2019, Besson recusou publicamente alguma vez ter cometido uma violação, ameaçado ou constrangido física ou moralmente qualquer mulher.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG