O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Cinema independente resiste melhor à pandemia

Cinema independente resiste melhor à pandemia

Se, há pouco mais de seis meses, dissessem a Américo Santos que o seu Cinema Trindade iria ter mais espectadores do que os multiplexes, o mais provável seria que considerasse essa previsão impossível. Mas é isso mesmo o que tem acontecido desde que a pandemia instituiu uma normalidade que, embora seja nova, ameaça prolongar-se por um tempo indefinido.

"Temos procurado reinventar-nos para conseguir fazer face à situação excecional que temos vivido", adianta o responsável da Nitrato Filmes, que tem a cargo a programação no histórico Trindade. Os ciclos temáticos e o convite a realizadores para participarem em sessões comentadas são duas das iniciativas que costumam atrair um público numeroso à sala situada na Baixa do Porto.

Essas alterações profundas em curso saltam bem à vista nos números semanais do box office do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA). "Listen", a película de estreia de Ana Rocha de Sousa que conquistou quatro prémios no Festival de Cinema de Veneza, ocupa há três semanas os lugares cimeiros das tabelas, tendo já atraído às salas perto de 30 mil espectadores.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG