Premium

Cinema nacional a dar cartas nos festivais mundiais

Cinema nacional a dar cartas nos festivais mundiais

Portugal soma prémios e convites para dirigir certames internacionais. Responsáveis defendem que só falta a adesão do público nacional.

Quatro anos após a morte de Manoel de Oliveira pode dizer-se que o cinema português sobreviveu ao desaparecimento do seu grande mestre. Apesar de respeitar o seu legado, há hoje uma nova geração a fazer um cinema diferente e muito pessoal, e isso reflete-se nas presenças portuguesas nos grandes palcos do cinema mundial que, por outro lado, continuam a premiar cineastas já veteranos, como Pedro Costa, recém-vencedor do Leopardo de Ouro de Locarno.

João Nicolau também esteve a concurso em Locarno, mas esta presença portuguesa no festival suíço não é esporádica. Dentro de dias, Portugal volta a ter um filme a concorrer ao Leão de Ouro de Veneza, "A Herdade", de Tiago Guedes, e ainda o festival italiano não terá terminado e já o mundo do cinema estará a viajar para o cada vez mais importante festival de Toronto, também com títulos portugueses no programa. E o mesmo acontecerá logo de seguida no também histórico festival de San Sebastian, atendendo às primeiras informações a circular.

Outros Artigos Recomendados