Música

Corrida aos últimos bilhetes dos festivais de verão

Corrida aos últimos bilhetes dos festivais de verão

Verão marcado pelo regresso de bandas míticas. Meco já tem dia esgotado, Coura e Alive a caminho de esgotar. North Music_Festival arranca amanhã

A reincidência dos festivais em bandas que já atuaram em Portugal em edições anteriores é uma inevitabilidade, mas a repetição não trava a corrida aos bilhetes. Com exceção do Nos Primavera Sound (6, 7 e 8 de junho), todos os festivais analisados pelo JN estão este verão mais perto de esgotar do que estavam no ano passado por esta altura.

O_Super Bock Super Rock, que em julho (dias 18, 19 e 20) volta ao Meco, já tem há muito tempo esgotados os bilhetes para o dia protagonizado pelo trip hop de Lana Del Rey, e quase não tem bilhetes para o dia que, contrariando a tendência para o déjà-vu dos cartazes, assinala a estreia em Portugal dos Migos, um dos projetos de hip hop mais relevantes do momento. A explicação é simples, sintetiza Luís Montez: "A qualidade do cartaz, o regresso ao Meco e a ausência de Rock in Rio".

O santuário dos festivais de verão, Paredes de Coura, que este ano (14, 15, 16 e 17 de agosto) apresenta um dos melhores cartazes de sempre, "deverá esgotar muito antes de o festival começar", antecipa João Carvalho. "Já vendemos mais 38% do que em 2018", afirma o promotor, salientando que no ano passado "as vendas já tinham sido boas."

A explicação também não é misteriosa. Depois de reviver Arcade Fire no ano passado, a mítica edição de 2005 vai continuar a ser revivida pelos The National, que regressam ao lugar onde atuaram pela primeira vez em Portugal. Há ainda os incontornáveis Patti Smith e New Order. A banda nascida das cinzas dos Joy Division também se estreou em Portugal em 2005 e a autora de "Horses" regressa depois de um potente concerto no parque da cidade do Porto em 2015.

Primavera em contraciclo

Na altura, Patti Smith atuou no Nos Primavera Sound, cuja organização tem nomes comuns com a curadoria de Coura. Daí que o pós-punk revivalista "à la Joy Division" seja o prato principal num e noutro festival, com os Interpol na cabeça de cartaz do Primavera. Mas aqui a venda de bilhetes está em contraciclo.

"As vendas estão ligeiramente piores", admite José Barreiro, avançando que em maio passado já não havia passes-gerais._Este ano ainda há, e a explicação resulta da mudança de estratégia._"Apostamos em bandas diferentes, que não fazem parte do circuito normal dos festivais. Isso tem levado a que haja mais procura de bilhetes diários e mais jovens a comprar, o que também nos deixa satisfeitos."

Proclamando ter o melhor cartaz, o Nos Alive oferece um programa em que um dos pratos fortes é Bon Iver._Mas há ainda Smashing Pumpkins com novo álbum e os lendários The Cure, que prometem uma viagem ao mítico final da década de 80 e inícios de 90. A venda de bilhetes, assegura Álvaro_Covões, "está em linha com os anos anteriores", ou seja, a caminho de esgotar.

Para um público mais jovem, o Meo Sudoeste promove o regresso do furacão brasileiro Anitta, do performer Steve Aoki e do rapper Post Malone. E a venda de bilhetes, torna Montez, "também está melhor do que em edições anteriores."

Há muitos regressos, mas também há a exceção que confirma a regra em Vilar de Mouros (22, 23 e 24 de agosto). Prophets of Rage é estreia absoluta em Portugal e o supergrupo que mistura membros de Rage Against The Machine, Public Enemy e Cypress Hill promete descarregar toneladas de energia em palco. Offspring e Skunk Anansie são os cabeças de cartaz.

Além dos cabeças de cartaz, há nomes a não perder nos festivais. Father John Misty e o sonho sónico de Spiritualized vão andar por Coura; Sharon Van Etten, Vampire Weekend e Thom Yorke estão no Alive; Gogol Bordello e Manic Street Preachers vão ao_EDP Vilar de Mouros; Jungle e Metronomy estarão no Meco.

E já esta sexta-feira arranca o primeiro festival da temporada - o North Music Festival, na Alfândega do Porto, tem Bush e Franz Ferdinand nas principais apostas. E promete homenagear The Prodigy, depois da morte do vocalista Keith Flint.

Outros Artigos Recomendados