Pandemia

Cultura começa a reabrir em maio, mas festivais ainda em suspenso

Cultura começa a reabrir em maio, mas festivais ainda em suspenso

António Costa revelou, esta quinta-feira, que só na próxima semana será anunciada uma decisão em relação à realização dos festivais de verão. Mas atividade cultural começa a mexer já na segunda-feira.

O destino dos festivais de verão ainda não cancelados ainda está a ser avaliado. "Oportunamente tomaremos uma decisão pública sobre essa matéria, provavelmente na próxima semana", afirmou o primeiro-ministro, recordando que esta semana esteve reunido com promotores de alguns destes festivais.

As bibliotecas e arquivos serão os primeiros equipamentos culturais a reabrir, já na segunda-feira. Também os espaços públicos ao ar livre, como jardins e parques inseridos em museus e nonumentos, serão reabertos nessa data. As livrarias também podem começar a funcionar, independentemente da área.

A 18 de maio, reabrem museus, galerias, monumentos, ou palácios, com lotação limitada. O primeiro-ministro salientou, no entanto, que em espaços fechados será necessário o uso de máscara.

No final de maio, está prevista a reabertura de cinemas, auditórios e salas de espetáculos, também com limitações à sua lotação. O nível de restrição não foi ainda especificado.

O Governo decretou também a "proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas", a partir da próxima segunda-feira.

Todas as decisões conhecidas hoje serão "reavaliadas a cada 15 dias".