O Jogo ao Vivo

Música

Dança contagiante de Zé Felipe enche o Super Bock Arena

Dança contagiante de Zé Felipe enche o Super Bock Arena

O cantor brasileiro Zé Felipe trouxe muita animação e deixou o público ao rubro no primeiro concerto em Portugal, na sexta-feira à noite.. O Super Bock Arena contou com casa cheia e esta noite será a vez do Campo Pequeno, em Lisboa.

Zé Felipe não deixou a plateia à espera e deu início a um grande espetáculo, sem desiludir os fãs, que o veneraram com gritos e assobios. O barulho do público, que ecoava no Super Bock Arena, era estrondoso e não deixava ninguém indiferente.

"Está tudo fixe?", diz Zé Felipe, em sotaque português. O público enlouqueceu e respondeu com um sorriso rasgado. O cantor foi interagindo, moldando corações com as mãos e levantou a bandeira de Portugal, motivo de grande orgulho para a plateia.

PUB

A surpresa pela receção também foi visível, quando o cantor pediu para levantarem as lanternas e balançá-las de um lado para o outro. A resposta foi imediata, proporcionando um momento mágico, ao som de "Só tem eu", uma balada que o cantor dedica à sua mulher Virginia Fonseca. Mal a canção começa, o público canta altivamente e Zé Felipe deixa de cantar para apreciar aquele momento, referindo que "não o iria esquecer", atando a bandeira ao seu microfone.

São também lançados confettis, no momento mais alto da canção e a festa continua para o tema "Beijo Vagabundo". O artista abordou várias vezes o público para explicar a música que iria tocar a seguir e isso não foi exceção quando introduziu o hit que lançou com os irmãos Calema. É com "Onde Anda" que surge mais um momento de lanternas no ar, desta vez acompanhado com a famosa dança criada para esta canção e que se tornou viral na rede social TikTok.

As dancinhas coreografadas também não falharam quando passaram os hits "Malvada", "Senta Danada" e "Roça em mim". Desde os mais novos (a partir dos 6/7 anos) aos mais velhos, não havia ninguém que não soubesse dançar e mesmo que isso acontecesse, Zé Felipe ia acompanhando o público em palco. Era visível uma multidão toda coordenada e dando a ilusão de estarem todos dentro do próprio videoclipe.

Virginia Fonseca subiu a palco

Os fãs começaram a chamar pela mulher do artista, Virgínia Fonseca, a autora das coreografias. Os dois foram pais há pouco mais de um mês, trazendo ao mundo a segunda filha do casal. A influenciadora acabou por entrar em palco e acabou homenageada pelo marido, admitindo que: "atrás de um grande homem, está uma grande mulher". "Minha galera do Porto", gritou Virginia.

"Roça em Mim" começou a ser tocada e os dois dançaram a coreografia ao lado a lado.

Também foram tocadas "Galopa" e "Dançarina", do conterrâneo Pedro Sampaio, que igualmente estão associadas a danças do TikTok. O cantor colaborou recentemente com Zé Felipe em "Olhadinha". Ouviu-se também "Banho de Chuva" de Vanessa da Mata, mantendo um ambiente enérgico.

O cantor foi brincando e dançando com a própria banda ao longo de todo o concerto. Os músicos foram também importantes para animar a plateia, enquanto o cantor saiu de palco, não deixando morrer o espetáculo.

Orgulho em ser português

Quando Zé Felipe regressou ao palco surpreendeu tudo e todos com uma camisola de Portugal vestida, com o seu nome inscrito. Continuando o espetáculo, o artista pegou na guitarra elétrica e começou a tocar. Apresentou uma versão diferente do que o público estava habituado, mas este não desiludiu e bateu palmas, acompanhando a canção.

O concerto estava a chegar ao fim e não faltavam fãs nas cavalitas, cachecóis, cartazes e presentes para Zé Felipe, enquanto o cantor ia atirando camisolas para a plateia.

Foi tocada a canção "Te amo Demais" e Zé Felipe trocou o verso para "Porto eu te amo" e mais uma vez o orgulho portuense foi ouvido. Ainda imitou o festejo de Cristiano Ronaldo, em modo de brincadeira com o público.

Não havia grande vontade de se despedir do palco e daquela plateia, mas o momento teve de chegar. Não pôde faltar a bênção de agradecimento no palco, que já marca todos os seus concertos.

Terminado o concerto, os sorrisos e comentários contagiavam o espaço. A mãe Tânia e a filha Matilde, de 8 anos, dançaram durante todo o concerto e gostaram muito. A filha, que se assume como uma grande fã do cantor, acompanhou todas as danças, que já sabia de cor.

Um grupo, de três amigas também se demonstrou muito satisfeito com o concerto. Anabela, não era fã do cantor, mas acompanhou as amigas e revela ter sido uma surpresa - "Amei o concerto, gostei muito dele", confessa. Já a amiga, também Anabela, refere que se nota que "ele gosta do nosso país".

A fã Daniela, que veio com o seu namorado Nuno, também destaca que os portugueses são muito afetuosos e que o cantor "sentiu isso".

O orgulho português é visível e Zé Felipe, que atuou pela primeira vez em Portugal, não desiludiu e não saiu desiludido com um público enérgico e transmitindo uma alegria contagiante.

Este sábado à noite, o cantor atua em Lisboa, no Campo Pequeno, já esgotado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG