Artes Performativas

"De Volta à Praça": circo e marionetas percorrem sete municípios do Norte

"De Volta à Praça": circo e marionetas percorrem sete municípios do Norte

Projeto saltimbanco une as empresas artísticas do Coliseu Porto Ageas e do Teatro Nacional São João. Arranca hoje na Invicta, e até 19 de setembro irá percorrer várias cidades.

O programa do "De Volta à Praça" reúne talentos do Circo do Coliseu Porto Ageas e das companhias de teatro Palmilha Dentada e Erva Daninha para apresentar "as novas tendências do circo com o humor e atrevimento do café-teatro", disse fonte da organização.

Até 19 de setembro, o evento apresenta-se a novos públicos em sete municípios a Norte: dia 10 em Arcos de Valdevez, dia 25 em Cinfães, 4 de agosto em Mondim de Basto, dia 13 em Santo Tirso, dia 20 em Cabeceiras de Basto, 11 de setembro em Marco de Canaveses, e dia 17 de novo no Porto.

O Circo do Coliseu aventura-se fora da casa-mãe para "recuperar a tradição itinerante do circo", montando tenda nas praças de várias cidades para apresentar uma parte do espetáculo de 2020, numa versão para a estrada que mantém o cruzamento entre o circo tradicional e o contemporâneo, com um mimo no papel de mestre-de-cerimónias e uma banda sonora original interpretada ao vivo por uma orquestra dirigida pelo maestro André Lousada, esclarece a organização.

Aos espectadores mais jovens será entregue um exemplar do programa-jogo "Circo do Coliseu Porto Ageas", criado no ano passado "para garantir que levam a magia do circo para casa", e um kit com jogos desenhados em parceria com o Balleteatro, para educar e sensibilizar para a arte circense.

Por sua vez, a Palmilha Dentada apresenta a mais recente criação, "Circlus", no formato que primeiro granjeou fama a esta companhia: o café-teatro. Unindo temas do circo, música e humor, o espetáculo é para toda a família.

Já a Erva Daninha deixa "Rasto", entre a dança e a acrobacia, usando "o arrojo de um trator como elemento cenográfico, um adereço invulgar para uma apresentação poética que quer pensar a relação entre o corpo e a máquina, mas também a forma como o rural e o urbano estão ligados, entre paisagens e imaginário".

PUB

Em cada uma das cidades da itinerância, as apresentações serão acompanhadas por oficinas de circo e marionetas destinadas.

Com o pretexto da familiarização com as técnicas destas artes de inventar e contar histórias, as oficinas estão pensadas para explorar as narrativas e tradições orais de cada uma das cidades que acolhem o projeto, numa lógica de ativação e valorização da identidade e especificidade das populações.

O acesso aos espetáculos é gratuito, mas sujeito à lotação disponível. A reserva de ingressos pode ser feita através de bilheteira@devoltaapraca.pt.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG