Música

Dez finalistas disputam passagem à Eurovisão

Dez finalistas disputam passagem à Eurovisão

Vencedor da 65.ª edição do Festival da Canção vai representar Portugal na Eurovisão em maio. Cerimónia é apresentada este sábado à noite na RTP1 por Filomena Cautela e Vasco Palmeirim.

Dez canções disputam, esta noite, a passagem à Eurovisão da Canção, agendada para os dias 18, 20 e 22 de maio, em Roterdão, nos Países Baixos. Por causa da pandemia, a 65.ª edição do certame nacional, apresentada por Filomena Cautela e Vasco Palmeirim, decorrerá sem público nos estúdios da RTP, em Lisboa.

Na segunda semifinal, os temas mais votados, num apuramento repartido entre os telespectadores e o júri - foram: "Volte-face" (Pedro da Linha/Eu.Clides), "Joana do Mar" (Joana Alegre), "Não vou ficar" (Pedro Gonçalves), "Por um triz" (Carolina Deslandes) e "Dancing in the stars" (Neev). Esse punhado de canções vai juntar-se à seleção da primeira semifinal, em que foram escolhidos os temas: "Na mais profunda saudade" (composto por Hélder Moutinho e interpretado por Valéria), "Saudade" (Karetus/Karetus e Romeu Bairos), "Love is on my side" (Tatanka/The Black Mamba), "Dia lindo" (composto e interpretado por Fábia Maia) e "Contramão" (composto por Filipe Melo e interpretado por Sara Afonso).

Este sábado à noite, as votações do júri serão feitas por representantes de sete regiões de Portugal Continental e ilhas. Em caso de empate, prevalecerá a escolha do público.

Noite de homenagens

Apesar de a atual conjuntura pandémica condicionar o formato e obrigar ao cumprimento do distanciamento, mesmo na hora de celebrar a vitória, o festival continua a convocar um conjunto de convidados.

PUB

Numa homenagem ao fadista Carlos do Carmo, que morreu no primeiro dia deste ano, o guitarrista José Manuel Neto acompanhará Ana Moura, Camané e Ricardo Ribeiro na interpretação de canções nascidas em 1976, ano em que o intérprete de "Lisboa menina e moça" representou o país na Eurovisão. O músico, cantor e compositor Dino D"Santiago vai juntar-se mais tarde ao tributo.

Os Clã marcam também presença, depois de terem aceitado o desafio para reinventarem canções de três discos de referência no panorama musical em Portugal, que completam agora 50 anos: "Mudam-se os tempos mudam-se as vontades", primeiro álbum a solo de José Mário Branco, gravado em Paris; "Cantigas do Maio", apontado como o momento alto da carreira de José Afonso; e "Os sobreviventes", o álbum que revelaria verdadeiramente Sérgio Godinho como um autor fortemente comprometido com a poesia.

Cláudia Pascoal, vencedora do Festival em 2018 (embora a sua canção tenha ficado em último lugar na Eurovisão) e Filipe Sambado, que se estreou no Festival da Canção em 2020, vão também acompanhar a banda de Manuela Azevedo.

A edição de 2020 da Eurovisão, na qual Portugal teria sido representado por Elisa e pela canção "Medo de sentir", acabou cancelada devido à covid-19. Desta vez, no entanto, a organização pretende manter as datas, com todos os participantes presentes em Roterdão, e está a equacionar a possibilidade de ter público.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG