Fotografia

Dois anos, oito fotógrafos: Kioskzine em exposição no Fórum da Maia

Dois anos, oito fotógrafos: Kioskzine em exposição no Fórum da Maia

A revista Kioskzine celebra dois anos com uma exposição no Fórum da Maia, que irá contar com fotografias da sua publicação trimestral, envolvendo oito fotógrafos. A sua inauguração será este sábado, às 18 horas.

Com o apoio da Câmara Municipal da Maia e através do Pelouro da Cultura, o projeto estará exposto no Fórum da Maia, a partir de dia 8 e irá estender-se até 20 de novembro. Irá incidir sobre os dois anos de existência da publicação e as suas seis edições, o que leva à exposição de 24 fotografias, três de cada um dos fotógrafos que participou nestas, permitindo ao público conhecer o trabalho de cada um e qual o seu propósito na publicação Kioskzine.

Para além da exposição fotográfica, ainda poderá ver a amostra das capas de cada edição numa vitrine e assistir à projeção dos seus vídeos promocionais.

PUB

"Documentar, contar e questionar": são estes os verbos que levaram ao nascimento da revista Kioskzine e à primeira edição em outubro de 2020, pelas mãos do fotógrafo José Farinha e dos fotojornalistas premiados Daniel Rodrigues e Paulo Pimenta. Um projeto que pretende dar um espaço a grandes trabalhos fotográficos e aos seus autores.

O principal objetivo passa por permitir ao público perder um pouco do seu tempo para refletir e apreciar aquela imagem impressa que ganha vida, permite tocar, cheirar e sentir. O próprio nome "Kiosk" remete para os poucos quiosques que ainda existem pela cidade, aludindo para uma revista que preza o papel para expor fotografias, sendo que estas no digital tornam-se vulgares.

Devido ao grande sucesso da edição zero, que permitiu cobrir o auto-financiamento dos cofundadores, surge a ideia de em cada edição convidar um fotógrafo a expor o seu trabalho e a história por trás deste. Até agora, já contam com seis, sendo eles Pauliana Valente Pimentel, Manuel Roberto, João Pina, Rita Carmo e Ana Brígida, nomes que terão as suas fotografias expostas na exposição, juntando-se também às dos cofundadores Paulo Pimenta e José Farinha.

José Farinha revela ao JN que "as escolhas para cada edição recaem sobre a pretensão de promover e documentar fotógrafos portugueses", para além de gostarem do seu trabalho e considerarem uma boa aposta para o Kioskzine. Essa aposta tem tido tendência para nomes conceituados na fotografia portuguesa, devido a serem importantes para a base do projeto ainda recente. Contudo, o futuro estará em convidarem nomes menos conhecidos e novas descobertas, para que os mesmos tenham espaço onde possam mostrar o seu trabalho.

O acesso à exposição, a qual lhe chamam "Kioskzone", é livre e poderá ser visitada de terça a domingo, das 10 às 22 horas. Ainda será também possível agendar visitas guiadas, sendo estas gratuitas para as escolas, que podem assim levar os seus alunos a conhecer a exposição.

Uma hora antes da inauguração, às 17 horas, poderá também assistir à mesa-redonda, no pequeno auditório do Fórum da Maia, que contará com os fotógrafos convidados para as diferentes edições da Kioskzine e com José Farinha, fotógrafo cofundador, como moderador. Irão estar em foco os objetivos da revista e as principais experiências vividas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG