Cultura

O som das letras e a escrita (II)

O som das letras e a escrita (II)

Ainda relativamente ao texto da Base III do novo Acordo Ortográfico, carece esclarecer a homofonia de outros grafemas, de modo a facilitar a sua distinção para uma correta utilização.

Assim, por exemplo, o s de fim de sílaba (inicial ou interior) e x e z com idêntico valor fónico também deve ser distinguido graficamente. Deste modo, utiliza-se o s em palavras como adestrar, esgotar, esplanada, esplêndido, espontâneo, espremer, esquisito, Estremadura, inesgotável; o x utiliza-se em palavras como extensão, explicar, extraordinário, inextricável, sextante, têxtil. O z em palavras como capazmente, infelizmente, velozmente.

Além disso, e tendo em conta esta distinção, convém notar dois casos: Em primeiro lugar, em final de sílaba que não seja final de palavra, o x = s muda para s sempre que estiver precedido de i ou u: justapor, justalinear, misto, sistino. Veja-se, por exemplo, Capela Sistina. Em segundo, só nos advérbios em -mente se admite z, com valor idêntico ao de s, em final de sílaba seguida de outra consoante, como se pode constatar nas palavras velozmente, ineficazmente; de contrário, o s toma sempre o lugar do z: Biscaia.

Devemos ainda distinguir graficamente o s final de palavra e x e z com idêntico valor fónico. Veja-se a utilização do s, por exemplo, nas palavras aliás, anis, após, atrás, através, Avis, Brás, Dinis, Garcês, gás, Gerês, Inês, íris, Jesus, jus, lápis, Luís, país, português, Queirós, quis, Tomás, Valdês. O x utiliza-se nas seguintes palavras: cálix, Félix, Fénix. E o z nas palavras assaz, arroz, avestruz, dez, diz, fiz, giz, matiz, petiz, Queluz, Romariz, Vaz. Ressalta-se também que o z final, equivalente a s, não se utiliza nunca em palavras que não sejam agudas ou oxítonas. Assim, escreve-se Cádis, e não Cádiz.

Por último, muitas vezes se confundem as letras interiores s, x e z, que representam sibilantes sonoras. Assim, o s tem o mesmo som de z entre vogais, veja-se as seguintes situações: aceso, analisar, anestesia, artesão, asa, asilo, Baltasar, besouro, blusa, brasa, brasão, Brasil, brisa, coliseu, defesa, duquesa, Elisa, empresa, Ermesinde, Esposende, Lousã, Matosinhos, Meneses, Narciso, Nisa, obséquio, ousar, pesquisa, portuguesa, presa, raso, Resende, Sesimbra, Sousa, surpresa, trânsito, vaso. O x tem o mesmo som nas seguintes palavras: exato, exemplo, exibir, exuberante, inexorável. E o z nas palavras que se seguem: abalizar, alfazema, Arcozelo, autorizar, azar, azedo, baliza, bazar, beleza, buzina, búzio, comezinho, deslizar, deslize, Ezequiel, fuzileiro, Galiza, guizo, proeza, urze, Veneza, Vouzela.

* Professora de Português e formadora do acordo ortográfico

jn.acordoortografico@gmail.com