Cultura

Palavras Parónimas I

As palavras parónimas têm significantes e significados diferentes, mas aproximam-se fónica e graficamente, dando lugar a algumas confusões.

São várias as palavras parónimas.

Assim, por exemplo, as palavras "ilegível" e "elegível" são distintas, sendo que a primeira significa "indecifrável, que não se consegue ler", e a segunda que "pode ser eleito, eletivo": "a tua caligrafia é ilegível"; "aquele candidato é elegível com a maioria absoluta".

O adjetivo "emergente" significa "que surge, que se manifesta", enquanto "imergente" significa "que mergulha, que afunda": "o Brasil é um país com uma economia emergente"; "aquele barco imergente estava abandonado".

As palavras "emigrante" e "imigrante" também se confundem.

O "emigrante" é aquele que saí da sua terra natal e o "imigrante" é aquele que é recebido no país para o qual emigrou. Por isso dizemos: "os emigrantes portugueses procuram melhores condições de vida fora de Portugal", "o nosso país recebeu muitos imigrantes dos países do Leste".

"Eminência" provém do latim "eminentia" e significa "qualidade do que é eminente, elevação, superioridade moral, título que se dá aos cardeais". Serve de exemplo a seguinte frase: "sua eminência, o cardeal de Lisboa, esteve presente na cerimónia". No entanto, "iminência" provém do latim "imminentia" e significa "qualidade do que iminente, do que está prestes a acontecer": "na iminência de uma derrocada, os moradores do prédio foram evacuados".

As palavras "perfeito" e "prefeito" são, igualmente, parónimas. Assim, "perfeito", com o prefixo "per-", significa "completo, acabado, bem feito" - "o retrato está perfeito". A palavra com o prefixo "pre-" ("prefeito") é um nome que designa um cargo administrativo ou educacional - "o prefeito nomeou um secretário".

Outras Notícias