Sugestões

Duas faces da mesma moeda

Vinhos que ilustram a variedade e diversidade da nossa vitivinicultura

Somos um país de tradição vitivinícola única. A produção de vinho está-nos no ADN, cultural e histórico. A nossa realidade geográfica variada, aliada a tal antiguidade de experiência cultural, que é a vitivinicultura, dá-nos uma herança de mais de 250 castas nativas. Esta diversidade pode ser, e é, uma enorme vantagem competitiva. Temos uma exclusividade de produção, que é conseguida, pelo somatório da unicidade das castas nativas, dos locais e das pessoas. Temos produtos diferenciadores. Temos uma "Cara" única, com várias nuances é certo, mas única!

Mas esta "Cara" tão catita, tão distinta, pode ser também uma desvantagem! Num Mundo tão global e padronizado, corremos o risco de ser ignorados, por estarmos fora de norma! Para afirmarmos a nossa "Cara", temos de educar continuamente, temos de ser orgulhosos da nossa herança vitivinícola. Para comunicar ao Mundo o que nos faz diferentes, temos o outro lado da moeda, e precisamos da "Coroa". Pois neste esforço de afirmação, precisamos de "Coroas" que sejam eficazmente aplicadas, para tirarmos maior vantagem da nossa unicidade.

Para dar sustento à minha exposição, escolhi dois exemplos de tipicidade e tradição, de duas regiões distintas.

Manolito 2018 | Branco | PVP: 14€

Do Alentejo, um vinho branco, o Manolito 2018 da Adega Marel. Junta vinho produzido com a tradição milenar, do vinho de talha, com vinho produzido segundo preceitos mais contemporâneos, conseguindo um lote que expressa o local e a sua história.

Casa Albuquerque 2016 | Tinto | PVP: 8,5€

Do Dão, baseado na serra da Estrela, um vinho tinto de Touriga Nacional da Casa Albuquerque (2016), que brilha sozinha, sem outros adereços, sendo um fiel espelho daquelas terras de montanha. Dando espaço à fragrância da casta, refreando-lhe o ímpeto com a frescura destes granitos de altitude. São dois exemplos, entre muitos outros, das nossas "Caras" mais lindas! v

Para a segunda série desta rubrica, o JN, todos os domingos, na edição impressa, desafia os produtores a apresentarem os seus vinhos

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG