Espetáculo

Duas mil pessoas no Campo Pequeno para ver "rei" Bruno Nogueira

Duas mil pessoas no Campo Pequeno para ver "rei" Bruno Nogueira

Humorista levou, esta noite, à Praça de Touros do Campo Pequeno, em Lisboa, duas mil pessoas ansiosas por espetáculos ao vivo na primeira noite de "Deixem o Pimba em Paz".

Com uma ovação monumental, que as máscaras não conseguiram abafar. Foi assim que as cerca de duas mil pessoas presentes esta noite no Campo Pequeno, em Lisboa, receberam Bruno Nogueira, na primeira de duas sessões esgotadas de "Deixem o Pimba em Paz".

Nas bancadas da Praça de Touros notava se a avidez por um espetáculo ao vivo, dois meses e meio depois do confinamento devido à covid-19.

PUB

Bruno Nogueira, Manuela Azevedo, Nuno Rafael, Filipe Melo e Nélson Cascais levaram ao rubro o público com alguns clássicos da música chamada "pimba", "arranjada" sonoramente com ritmos "jazz" e "pop".

"E bom voltar a ter alguém desse lado, embora daqui não se veja do nariz para cima", brincou o humorista, numa referência às milhares de máscaras. Do outro lado, o público atirava: "És o maior!"

O concerto desta noite - esgotou em 11 minutos - e o segundo, o de amanhã, também já sem lugares disponíveis, contou com uma "redenção" ao "rei" Bruno Nogueira que, há duas semanas, conquistou as massas com o "live" no Instagram "Como É Que o Bicho Mexe" - no último dia de exibição, teve mais de 170 mil visualizações.

As máscaras foram um pormenor porque, cá fora, a higienizacao das mãos, a distância de segurança e a obrigação de circular, apenas, num sentido, eram cumpridas.

Ana Conceição, gestora de conteúdos, e Luís Neves, professor, conseguiram finalmente desconfinar: "É o desconfinamento oficial, deixamos os miúdos com a avó e viemos descomprimir durante hora e meia", diz Luís.

A prestação de Bruno Nogueira no Instagram não é alheia a Ana. "Já era fã e ainda fiquei mais com os lives do Bruno no Instagram. Estamos a segui-lo desde o dia 17 de março!"

Também pelo Campo Pequeno andou o deputado do Chega André Ventura. Mas a "música" foi outra e o político esteve a apoiar os toureiros que se acorrentaram à porta do anfiteatro enquanto acusavam o Governo de discriminar a tauromaquia na retoma das atividades culturais.

"Abre se a praça para outros espetáculos que não aqueles a que está destinada. O Presidente da República não devia deixar isto em claro", disseVentura ao JN, frisando que, "por trabalhos parlamentares" não assistiu ao concerto, mas que estava pronto para os eventuais "ataques" de Bruno Nogueira, desta vez ao vivo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG