Ucrânia

Em 2016, cantou sobre a guerra e venceu a Eurovisão. Hoje, fugiu dela

Em 2016, cantou sobre a guerra e venceu a Eurovisão. Hoje, fugiu dela

Jamala venceu o Festival da Eurovisão da Canção em 2016, com o tema "1944", que remete para o ano em que aconteceu a deportação em massa de tártaros (minoria étnica muçulmana) da região da Crimeia. Agora, foi uma das milhares de pessoas que fugiram do conflito.

Quando, em maio 2016, Jamala se apresentou em Estocolmo com o tema "1944" para representar a Ucrânia no Festival da Eurovisão da Canção - e vencê-lo com uma mensagem histórica e política que remete para o ano em que aconteceu a deportação em massa de tártaros da região da Crimeia, levada a cabo pelo exército da União Soviética - longe estava a cantora de imaginar que, agora com 38 anos, ia fazer parte dos 420 mil cidadãos a fugir do país natal devido a um conflito após invasão das tropas russas.

PUB

Através das redes sociais, Jamala publicou vários vídeos a caminhar, juntamente com os filhos, em direção à fronteira com a Roménia. A cantora decidiu deixar o país na quinta-feira, 24 de fevereiro, o primeiro dia da ofensiva russa na Ucrânia. "Na noite de 24, saímos de Kiev com as crianças, passámos quase quatro dias no carro, em filas, sem comida que, em estado de choque, nem sequer pensámos levar. Fizemos dois quilómetros em quatro horas. "Não entendo esse terror sangrento! Acredito no nosso presidente, no nosso exército, nos nossos homens e mulheres fortes e corajosos. Nós ganharemos! A Ucrânia não pode ser silenciada! A Ucrânia não pode ser derrotada", escreveu a cantora nas redes sociais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG