Teatro

Em "Hiena" sobe ao palco o lucro da caridade

Em "Hiena" sobe ao palco o lucro da caridade

Em Vila Nova de Famalicão vê-se uma peça de Regina Guimarães inspirada nas fraudes que se seguiram aos incêndios em Pedrógão Grande.

Maria das Graças está em falência depois de uma vida de luxo mas ao ouvir a notícia de uma catástrofe usa a criatividade. As ideias para sair da bancarrota e lucrar vão surgindo em catadupa, sempre camufladas de caridade. Até se dar a catarse em que a personagem fica "embriagada" pelas próprias ideias.

É este o centro do monólogo "Hiena", interpretado por Neusa Fangueiro, com texto de Regina Guimarães e encenação de Rui Leitão, no palco da Casa das Artes de Famalicão até sábado, com espetáculos às 21.30 horas.

"Hiena", um animal com grande capacidade de sobrevivência e de ingestão de alimentos difíceis. Uma sobrevivência procurada pela protagonista, aproveitando-se da desgraça dos outros. Uma personagem "entre asquerosa e benfeitora, porque o que pretende fazer é em prol do bem comum mas o maior interesse é o dela".

A ideia para a peça surgiu depois de Rui Leitão ter ouvido uma notícia sobre casos de corrupção, enriquecimento ilícito e fraude a partir de movimentos de caridade depois dos incêndios de Pedrógão Grande. Lançaram o desafio de escrever o texto a Regina Guimarães, que acedeu para "ajustar contas com a monstruosidade banalizada mas, ainda assim, demasiado humana para escapar ao nosso pasmado entendimento".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG