Literatura

Escritaria em Penafiel homenageia Germano Almeida

Escritaria em Penafiel homenageia Germano Almeida

O escritor cabo-verdiano Germano Almeida é o autor homenageado na edição deste ano do festival literário Escritaria, que vai acontecer em Penafiel de 27 a 31 de outubro.

Depois de Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto, António Lobo Antunes, Mário de Carvalho, Lídia Jorge, Mário Cláudio, Alice Vieira, Miguel Sousa Tavares, Pepetela, Manuel Alegre e Mário Zambujal, Penafiel recebe a Vida e Obra de Germano Almeida na 14.ª edição do único festival literário em Portugal, que se dedica a homenagear um escritor vivo de língua portuguesa e que vai acontecer presencialmente e online.

A cidade de Penafiel voltará a estar "contaminada" com literatura em todos os cantos e recantos, e das mais variadas formas. Além da transformação habitual da cidade em torno do escritor homenageado e da sua obra - com alusões nas montras, exposições, arte de rua, teatro, música, apresentação de livros - a Escritaria contará ainda com algumas surpresas em torno da obra de Germano Almeida - Prémio Camões 2018 - e da lusofonia.

Para Antonino de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, "nesta edição voltamos a olhar para a Lusofonia, sendo o terceiro autor africano de língua portuguesa que teremos a honra de receber. Cada vez mais a Escritaria procurará convidar autores que habitualmente estão longe de nós, por razões geográficas. O futuro deste grande festival literário passará também cada vez mais pela internacionalização e por levar o nome Escritaria para fora de Portugal."

Germano Almeida, um dos mais proeminentes escritores em língua portuguesa, terá silhueta e frase em Penafiel para memória futura, a par com os anteriores homenageados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG