Bernardo Pinto de Almeida analisa a relação entre o contemporâneo e o arcaico no ensaio "Arte e infinitude".

Companhia dos Livros

Bernardo Pinto de Almeida: "Vivemos a era do espectador distraído"

Bernardo Pinto de Almeida: "Vivemos a era do espectador distraído"