1928-2022

Morreu o artista plástico Guima

Morreu o artista plástico Guima

Morreu este sábado aos 93 anos, o pintor António Guimarães, conhecido artisticamente como Guima. O artista estava internado no Hospital de Santo António, no Porto. A notícia foi confirmada ao JN pelo neto do artista, Pedro Guimarães.

Pintor por paixão, António Guimarães (Guima), teve uma carreira artística com mais de 50 anos, mesmo depois de ter ficado cego. O auge da sua carreira foi entre as décadas de 1970 e de 1990. Seguidor de um estilo entre o figurativo e o abstrato, Guima decidiu, quando perdeu a visão, simplificar e retirar o figurativo da sua obra.

Em 1977, cegou pela primeira vez, depois fez vários transplantes córneos, em Moscovo, na Rússia e no Hospital Santo António, no Porto, recuperou e voltou a perder a visão. Deixou de ver definitivamente, mas não perdeu a vontade e o desejo de fazer aquilo que mais gostava na vida - pintar.

PUB

Do seu legado constam mais de 1500 obras a óleo sobre tela, dos quais cerca de 150 foram criados já depois de a cegueira o afetar. Quando ficou privado da visão foi como se lhe "arrancassem o coração", contou em entrevista ao JN, em 2011. Mas, mesmo assim, não desistiu.

Com a ajuda da mulher, adaptou o ateliê à situação e colocou os tubos de tinta de forma ordenada consoante as cores. "Optei, não tinha outra possibilidade,
ou deixava de pintar ou retirava a figura da minha obra". A partir daí, o pintor ficou-se pela abstração, confessando, no entanto, o recurso às cores e formas que a gaveta
da memória ainda tinha, contou ao JN.

Realizou várias mostras individuais e coletivas, sendo uma das mais relevantes na Biblioteca Almeida Garrett, no Porto, em 2011, onde comemorou os 50 anos de carreira.

O corpo do artista estará em câmara ardente, na capela mortuária da Igreja do Bonfim, no Porto, a partir das 12 horas de domingo. O velório será segunda-feira, às 14 horas seguindo o corpo para cremação no cemitério do Prado do Repouso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG