Cinema

Fantasporto muda-se para o Hard Club e acontece de 26 de abril a 4 de maio

Fantasporto muda-se para o Hard Club e acontece de 26 de abril a 4 de maio

A edição deste ano do Festival Internacional de Cinema do Porto - Fantasporto realiza-se de 26 de abril a 4 de maio, no Hard Club, revelou a organização na sua página da rede social Facebook.

Na informação publicada, a organização explicou que o evento foi adiado e mudou "excecionalmente" de local devido à pandemia de covid-19, depois de estar inicialmente previsto para 23 de fevereiro a 7 de março e, posteriormente, de 1 a 7 de março, no Teatro Municipal Rivoli.

"Na sua preocupação com a verdade do cinema em sala, o Fantasporto 2021 adaptou-se, como tinha de ser, adiando e até mudando excecionalmente de local. Desta feita desce à Ribeira do Porto e ocupa o icónico Hard Club com a sua arquitetura industrial característica", frisou.

Na publicação é referido que, devido à programação que tinha marcada há muitos meses, o Rivoli não garantiu nenhuma data alternativa, daí a mudança de local.

O Fantasporto realizar-se-á numa só sala do Hard Club, com lotação "rigidamente limitada" devido às regras de contenção da pandemia de covid-19, sublinhou.

Devido a estas restrições, a organização chama a atenção para o facto de não haver repetição da exibição dos filmes, todos eles a concurso com exceção dos clássicos.

A programação teve de sofrer alterações, mas a abertura oficial mantém-se e será feita com um clássico, no caso "Morte em Veneza", de Luchino Visconti, a propósito dos 50 anos da sua produção, enquanto o encerramento estará a cargo de "No Man's Land", de Conor Allyn.

PUB

A secção oficial de cinema fantástico inclui filmes como "O Derradeiro Julgamento", de Neil Marshall, "Ten Minutes to Midnight", de Erik Bloomquist, e "O Cemitério das Almas Perdidas", do brasileiro Rodrigo Aragão, entre outros.

Além da competição de curtas-metragens, o Fantasporto vai incluir as habituais secções Semana dos Realizadores e Orient Express, esta última com três filmes: "Get The Hell Out", de I-Fan Wang, "Suicide Forest Village", de Takashi Shimizu, e "Awauta", de Mile Nagaoka.

Na competição pela melhor longa-metragem portuguesa vão estar "Toponímia - As Memórias do Porto", de António Pinto, "Um Quadro do Pollock com Sangue", de Rui António, "A Mulher Sem Corpo", de António Borges Correia, e "40 Anos de Fantasporto", de Isabel Pina.

Para além de "Morte em Veneza", os "Fantas Classics" vão também incluir outra obra de Visconti: "O Leopardo". Adicionalmente, como clássicos, vão ainda ser exibidos "Clube de Combate", de David Fincher, e "Dr. Estranhoamor", de Stanley Kubrick.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG