Exclusivo

Fernando Tordo: "Se a Direita ganhar as eleições, volto a emigrar"

Fernando Tordo: "Se a Direita ganhar as eleições, volto a emigrar"

A dois meses de completar 74 anos, Fernando Tordo recusa-se a abrandar o ritmo. Com um disco novo, "Os fados que eu fiz", e projetos novos em andamento, só lamenta não existirem condições no país para absorver a totalidade da sua produção artística.

Tem um disco novo, outro anunciado para o final do ano e continua ativo nos palcos. A que se deve todo este dinamismo?

Há 57 anos que a minha vida profissional é a música. Às vezes posso parecer menos ativo, mas é só porque há menos informação sobre as coisas. Mesmo com a pandemia - e eu tive covid muita violenta, há um ano -, nunca parei. Este disco foi gravado no confinamento. Cada um dos músicos enviava gravações para a casa dos outros e só nos juntávamos no estúdio para gravar a voz.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG