Inglaterra

Festival Boardmasters estará na origem de mais de 4.500 novos casos de covid-19

Festival Boardmasters estará na origem de mais de 4.500 novos casos de covid-19

O festival Boardmasters, que junta música e surf em Newquay, em Inglaterra, pode estar ligado ao aparecimento de mais de 4.500 novos casos de covid-19 na região. Organização assegurou que "as medidas de gestão de risco estavam acima e além das orientações nacionais".

As autoridades do condado da Cornualha, em Inglaterra, anunciaram que 4.700 pessoas testaram positivo para a covid-19, depois de terem participado no festival de música, que ocorreu entre 11 a 15 de agosto, ou terem estado em contacto com alguém que esteve presente no evento. Deste número, cerca de três quartos dos casos positivos são jovens com idades entre os 16 e os 21 anos.

Ruth Goldstein, vice-diretora de saúde pública da Cornualha afirmou que os casos positivos na região pertencem a "pessoas que notaram que estavam infetadas, depois de terem feito um teste de PCR e terem verificado que estiveram presente no festival Boardmasters. Não sabemos se é do acampamento, dos eventos na praia, ou em festas na cidade que foram promovidas pelo festival, mas dessas pessoas três quartos têm entre 16 e 21 anos, que é exatamente o perfil das pessoas que conhecemos que frequentam o festival".

O número de novas infeções por covid-19 aumentou em toda a região do sudoeste da Inglaterra, principalmente na região da Cornualha e nas Ilhas de Scilly, que reportaram 717 novos casos por 100 mil habitantes até 19 de agosto. A cidade de Newquay, que recebeu cerca de 50 mil pessoas para o festival, reportou ter três bairros da cidade com as maiores taxas de infeção da Inglaterra.

Os organizadores do festival revelaram que "as medidas de gestão de risco estavam acima e além das orientações nacionais, o que incluía, como condição de entrada, o uso do certificado na aplicação 'NHS Covid'", uma plataforma criada pelo serviço nacional de saúde do Reino Unido para localizar os casos de covid-19 no país.

Um porta-voz do festival acrescentou que o "sistema detetou mais de 450 pessoas que, de outra forma, estariam em risco de transmitir o vírus e, como resultado, não compareceram no local do festival ou tiveram de sair mais cedo. Nenhum evento é capaz de eliminar totalmente o risco".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG