Matosinhos

Figuras públicas na despedida de Ana Luísa Amaral

Figuras públicas na despedida de Ana Luísa Amaral

Representes das Câmaras do Porto e Matosinhos, do Governo e da Universidade marcaram presença no funeral da poetisa, que faleceu na sexta-feira, aos 66 anos.

O presidente da Câmara do Porto e o Reitor da Universidade do Porto foram algumas das figuras públicas presentes no funeral da poetisa Ana Luísa Amaral, que se realizou esta manhã no Tanatório de Matosinhos, concelho onde a autora residia. No sábado, o presidente da República já se deslocara ao velório, na Capela do Corpo Santo, em Leça da Palmeira, para condecorar postumamente Ana Luísa Amaral: Marcelo Rebelo de Sousa entregou as insígnias com o grau de Comendador da Ordem de Sant'Iago da Espada à filha da escritora.

O presidente da Câmara do Porto esteve no funeral da escritora, com quem se encontrara no final de julho, aquando da apresentação da Feira do Livro do Porto, que este ano homenageia aquela autora. "[O desaparecimento de Ana Luísa Amaral] fez-me muita impressão porque ela ainda há poucos dias esteve connosco nos jardins do Palácio de Cristal. Estava em grande forma, estava toda animada, estava muito contente, muito feliz por esta homenagem que lhe vai ser feita, naturalmente, na mesma. Tenho também aquele sentimento de ter perdido uma amiga e de ser sempre uma coisa muito difícil", disse Rui Moreira, em declarações aos jornalistas.

PUB

Em representação da Câmara de Matosinhos esteve o vereador Fernando Rocha. "Além de ser uma grande poeta, era uma pessoa que se tinha habituado a viver e a amar Matosinhos e a sua Leça da Palmeira. E eu não posso esquecer, além da amizade pessoal, toda a colaboração que ela nos foi prestando ao longo dos anos", disse.

O reitor da Universidade do Porto, por seu turno, lamentou "a perda para a cultura, para a universidade, para a sociedade em geral. A Ana Luísa era uma pessoa marcante, com um pensamento independente e muito preocupado com as questões sociais e deixa ficar uma obra que a imortaliza", afirmou António Sousa Pereira.

"Penso que só nos anos mais recentes a Ana Luísa teve o reconhecimento que lhe era devido e penso que muitos ficarão surpreendidos pela forma como o seu legado vai perdurar, pela forma como ela tocou muitos com a sua poesia e a sua forma de viver a poesia", disse o secretário de Estado do Ensino Superior, Pedro Teixeira, junto ao Tanatório matosinhense.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG