Cinema

Frederico Corado finaliza filme sobre Terry Jones

Frederico Corado finaliza filme sobre Terry Jones

O realizador português Frederico Corado está a terminar um documentário sobre o artista britânico Terry Jones, cofundador do "Monty Python", que morreu esta semana, aos 77 anos. O realizador não sabe quando estreia o filme, mas sabe que a receita irá reverter a favor das pessoas com demência.

O ator, encenador, escritor e realizador sofria de demência desde 2015, uma doença com a qual lidou "de forma extremamente corajosa e sempre com sentido de humor", explicou a família num comunicado citado à BBC.

Apesar de ter desempenhado vários papéis nas histórias de humor da série "Monty Python's Flying Circus" (1969), foi na realização que Terry Jones se destacou, assinando o filme "A vida de Brian" (1979) e dividindo a realização com Terry Gilliam em "Monty Python e o cálice sagrado" (1975) e "O sentido da vida", de 1983. Este último filme venceu o grande prémio do júri no Festival de Cinema de Cannes.

O filme "Citizen Jones" de Frederico Corado está "praticamente pronto", mas a história da sua produção é longa e remonta a 2007. Nesse ano, em Lisboa, o realizador português propôs a Terry Jones fazer um filme sobre o percurso do artista e entrevistou-o durante três horas.

Por falta de financiamento, a montagem e finalização do filme foi sempre adiada e o realizador português recorreu a um financiamento coletivo para o poder concluir.

Frederico Corado diz que irá mostrar o documentário a todos os que contribuiram através do "crowdfunding". E acrescenta ainda que é possível fazer exibições ao público, mas o dinheiro ganho reverterá para instituições de apoio a quem sofre de demência.

O realizador português afirma que Terry Jones mostrou ser uma pessoa extremamente disponível, que "não se recusou a nada, falou abertamente de tudo, das suas influências, sobre a vida, a carreira, a televisão, o teatro e a escrita".

Embora entusiasmado com a conclusão do filme, Frederico Conrado disse que "agora que ele morreu, é sempre desagradável estar a falar sobre o filme e querer divulgá-lo".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG