15.11.2019

Fotogaleria

Cantora chilena mostra os seios em protesto na passadeira vermelha dos Grammy

Cantora chilena mostra os seios em protesto na passadeira vermelha dos Grammy

A artista chilena Mon Laferte aproveitou a passagem pelos Grammy Latinos, em Las Vegas, para protestar contra a violência no seu país. Em plena passadeira vermelha, mostrou os seios e uma frase pintada no peito: "No Chile, eles torturam, violam e matam", escreveu.

O número de mortos em protestos no Chile subiu para 22, segundo um novo balanço divulgado pelo Governo, registando-se ainda 2.209 feridos, de acordo com o Instituto Nacional de Direitos Humanos. O anterior balanço apontava para pelo menos 20 mortos e 1.600 feridos.

O saldo de vítimas mortais estagnara após as primeiras semanas de agitação social e protestos contra um modelo económico desigual, mas novos episódios de violência esta semana resultaram em mais dois mortos, 28 dias depois das primeiras manifestações.

A cantora foi congratulada com o prémio de melhor álbum alternativo e quando subiu ao palco para o receber leu um poema do escritor chileno La Chinganera: "Chile, a tua dor magoa-me".

Chile levanta estado de emergência e retira militares das ruas

Manifestantes cercam Congresso do Chile em protesto contra o presidente

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG