Prémios

Globos de Ouro atentos a "Mank" e "The Crown"

Globos de Ouro atentos a "Mank" e "The Crown"

No meio de polémica, conhecem-se os prémios da associação de críticos estrangeiros em Hollywood.

Tina Fey e Amy Poehler voltam esta noite a apresentar os Globos de Ouro, diretamente do Beverly Hilton Hotel, em Los Angeles, mas desta vez sem audiência à sua frente, dadas as medidas sanitárias impostas pelo coronavírus.

É a 78.a edição de uma iniciativa da Hollywood Foreign Press Association, isto é, da Imprensa estrangeira creditada em Hollywood cuja atividade principal é a cobertura no local do que de mais importante se passa na indústria cinematográfica americana.

No entanto, nos últimos dias surgiram notícias que davam conta de graves problemas no seio da organização, nomeadamente dinheiro a circular de forma suspeita, dificuldade de entrada no organismo por parte de jornalistas de órgãos de informação importantes, saída de outros cuja colaboração é continuamente menosprezada, e um número bastante reduzido de membros ativos, o que lhes retiraria grande parte da relevância.

No entanto, mesmo não havendo até agora grande contraditório por parte da associação, as grandes companhias de Hollywood não se mostraram muito preocupadas e continuam a considerar os Globos de Ouro como um dos momentos mais importantes da temporada dos prémios, sendo mesmo considerados a antecâmara dos Oscars, que desta vez serão entregues apenas a 25 de abril.

Nos últimos anos, os filmes independentes têm tomado um pouco conta do espaço antes ocupado quase em exclusividade pelos estúdios clássicos de Hollywood. Agora, a proliferação de plataformas de streaming com produção própria vem tornar ainda mais complicado o jogo de apostas que se faz normalmente por esta altura. Não admira pois que, em vez de nomes como Metro-Goldwyn-Mayer, Warner Bros. ou Paramount Pictures, seja a Netflix a liderar o número de nomeações, com nada menos que 42 e, ao contrário do que se poderia imaginar, 22 das quais na área do cinema.

Cidadão Fincher

PUB

Com as categorias de cinema a dividirem-se em Drama e Comédia ou Musical, e com prémios também para produções televisivas, séries, minisséries e telefilmes, são 27 as categorias que esta madrugada vão estar em contenda. O filme "Mank", de David Fincher, sobre o processo de escrita do guião de "Citizen Kane" de Orson Welles por Herman Mankiewicz, e a série "The Crown", que já vai para a sexta temporada, são os principais favoritos, com seis nomeações cada.

Não será de estranhar que "Another round", de Thomas Vinterberg, continue a caminhada até ao Oscar de Filme Internacional, e que Frances McDormand se veja consagrada pelo seu trabalho em "Nomadland", de Chloé Zhao. No setor masculino, Gary Oldman tem concorrência de peso, e a surpresa pode vir do francês de origem argelina Tahar Rahim, por "The Mauritanian", uma realização de Kevin Macdonald. E apesar dos dois filhos de Spike Lee, Satchel e Jackson Lee, terem sido convidados para embaixadores dos Globos, nota-se a total ausência do filme do pai, "Da 5 bloods - Irmãos de armas". Apostas, dúvidas e surpresas a conferir esta madrugada, entre a 1 e as 4 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG