Prémios

Imagem de protesto no Sudão vence prémio World Press Photo

Imagem de protesto no Sudão vence prémio World Press Photo

A imagem de um jovem iluminado por luzes de telemóveis enquanto recita poesia, entre a multidão de manifestantes a favor de um governo civil no Sudão, venceu o prémio de fotografia internacional World Press Photo.

O autor da imagem distinguida com o grande prémio é o japonês Yasuyoshi Chiba, editor de fotografia da agência de notícias francesa AFP na região de África Oriental e Oceano Índico.

A fotografia -- registada em Cartum, capital sudanesa, em 19 de junho do ano passado -- também venceu a categoria "Notícias gerais" numa única imagem.

O protesto fotografado reivindicava o regresso de um governo civil no Sudão, onde os militares assumiram o poder após derrubarem o ditador Omar al-Bashir, em abril.

Em nome do júri dos prémios, anunciados hoje em Haia, cidade holandesa, Chris McGrath, fotógrafo da Getty Images, considerou que a imagem vencedora simboliza "a agitação em todo o mundo de pessoas que reclamam mudança".

Os protestos e a dor no continente africano estão bastante representados entre os vencedores, nomeadamente com uma série de imagens captadas pelo etíope Mulugeta Ayene, fotojornalista da agência norte-americana Associated Press, no local onde se despenhou o voo da Ethiopian Airlines, perto de Addis Ababa, capital da Etiópia.

Os protestos na Argélia, que se iniciaram no ano passado, deram ao fotojornalista francês Romain Laurendeau o prémio de "Projetos de longo prazo".

No total, 4.282 fotojornalistas submeteram 74 mil fotografias ao concurso World Press Foto, que este ano atribuiu prémios a 44 profissionais, de 24 países, informou a organização.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG