Premium

Ainda haveria Eurovisão se não houvesse polémica?

Ainda haveria Eurovisão se não houvesse polémica?

O regulamento da Eurovisão é claro quando proíbe qualquer conteúdo político, no entanto quase todos os anos há uma polémica política associada ao evento.

Quem conhece por dentro o fenómeno da Eurovisão e do Festival da Canção avisa que este tipo de polémicas é benéfico para o espetáculo e que, apesar da proibição, a política engrandece o mediatismo de um evento que, de outra forma, não seria tão falado.

"Vivem um bocado naquela luta contra a política, mas sempre com muita influência da política", disse Salvador Sobral, herói português na Eurovisão de 2017, em entrevista à RTP. Este ano, com o festival agendado para decorrer entre os dias 14 e 18 de maio em Telavive, Israel, multiplicam-se os apelos ao boicote dos concorrentes devido ao conflito entre aquele país e a Palestina (ver caixa).