teatro

Cornucópia estreia peça de Pirandello

Cornucópia estreia peça de Pirandello

O Teatro da Cornucópia, em Lisboa, estreia esta quinta-feira, pelas 21.30 horas, "Os Gigantes da Montanha", uma peça de Luigi Pirandello. A encenação é de Christine Laurent, colaboradora habitual da companhia.

"Os Gigantes da Montanha", uma tradução de Luís Miguel Cintra, que também faz parte do elenco de actores em palco, aborda, nas palavras do autor, " a tragédia da poesia neste brutal mundo moderno".

Em palco, com cenário e figurinos de Cristina Reis, há dois grupos de personagens.

Uma nota da Cornucópia sobre o assunto explica que,de um lado, estão os azarentos, "marginais inocentes que, com o mago Cotrone, a quem Pirandello chama poeta, vivem livres de todos os compromissos sociais e em permanente estado de encantamento numa casa abandonada das faldas de uma montanha. Do outro, a Companhia da Condessa, um grupo de actores que, perante o desinteresse do público, andam de terra em terra à procura de um lugar para representar "A Fábula do Filho Trocado", por sinal também ela uma peça do próprio Pirandello" .

A peça está incompleta, dado que Luigi Pirandello não chegou a escrever o último acto. Mas, nos dois actos que concluiu, o encontro com os azarentos espoleta nos actores o desconcerto das suas teias de relações doentias.

Para a Cornucópia, "a metáfora dos Gigantes tem pertinente eco no nosso tempo e permite alguma reflexão sobre o destino da arte na sociedade em que vivemos.

"Os Gigantes da Montanha" estará em cena, no Teatro do Bairro Alto, a sede da Cornucópia, a partir de amanhã e até 21 de Dezembro.

Pode ser vista de terça-feira a sábado, às 21.30 horas e, ao Domingo, às 16 horas.