Romance

Corrupção no Brasil explicada em livro lançado em Portugal

Corrupção no Brasil explicada em livro lançado em Portugal

A corrupção no Brasil é abordada de forma didática no romance ficcional "O Gestor, O Político e o Ladrão", que será lançado a 26 de outubro em Lisboa, disse o autor, o brasileiro Judivan J. Vieira.

"No livro 'O Gestor, O Político e o Ladrão' (editado no Brasil em 2010), que é uma novela de espionagem ficcional inspirada na realidade atual do Brasil e do mundo, explico bem a corrupção, de forma didática", afirmou à agência Lusa Judivan J. Vieira, que é procurador-geral federal em Brasília.

Na obra, cidades como Porto, Lisboa, Londres, Paris, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Fortaleza fazem parte de uma trama complexa da luta pelo poder, em que altos funcionários governamentais associados a políticos influentes formam uma "irmandade" para quem o poder e o domínio só têm fronteiras virtuais.

Para o escritor, os elementos que compõem a corrupção, em qualquer lugar do mundo, são o interesse pessoal e a ganância, as leis flexíveis que ficam à mercê de interesses de poucos, e a falta de controlo, apesar da existência de múltiplos órgãos, que proporcionam a permissividade diante da corrupção.

"O abuso do poder também é uma das causas da corrupção no Brasil e no mundo. Há pessoas que detêm cargos e funções, nomeadamente no setor público, que não respeitam os limites de suas atribuições pessoais", referiu o procurador-geral federal, nascido no estado da Paraíba e criado em Brasília.

Judivan J. Vieira foi premiado em Nova Iorque, nos Estados Unidos, com a obra "O Gestor, O Político e o Ladrão", em 2013, no International Latino Book Awards, ficando em 2.º lugar na categoria ficção em língua portuguesa.

"Já estive anteriormente em Portugal, mas é a primeira vez que venho para lançar os meus livros, três de uma vez", disse Judivan J. Vieira.

Os outros dois livros do autor brasileiro a serem lançados pela Chiado Editora - no dia 26 de outubro, no Chiado Clube Literário & Bar, em Lisboa - são "Sivirino Com 'i' e o Deus da Pedra do Navio", uma novela satírica, e "Obstinação - O Lema dos Que Vencem", uma obra sobre autodesenvolvimento.

"Excetuando a novela 'Sivirino Sivirino Com 'i' e o Deus da Pedra do Navio', em que procurei desenvolver um linguajar nordestino, com um tema específico, brasileiro, os demais livros abrangem questões universais", referiu o autor.

"Assim, a expectativa é que os meus livros sejam recebidos em Portugal como uma literatura que tem raízes no Brasil, mas que abre as suas asas sobre o mundo", sublinhou.

Em janeiro, vai lançar nos Estados Unidos a sua obra "Corrupção no Mundo", que foi publicado em 2014 no Brasil, com 700 páginas divididas em cinco volumes, sendo resultado de sete anos de uma pesquisa que envolveu autores argentinos, chilenos, uruguaios, mexicanos, norte-americanos e alemães.

Judivan J. Vieira é licenciado em direito pelo Centro Universitário de Brasília (Uniceub), pós-graduado em Política e Estratégia pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg) e pela Universidade de Brasília (UnB).

Estudou ainda Tradição Civilística e Direito Comparado na Universidade de Roma Tor Vergata e concluiu o doutoramento em Ciências Jurídicas e Sociais, na Universidad Del Museo Social Argentino, em Buenos Aires.

Também é autor dos livros "A Mulher e Sua Luta Épica Contra o Machismo", "Técnicas Para Você Ficar Doidão" e "Bem-vindo ao Meu Pesadelo", além de outras tantas obras na área jurídica.