O Jogo ao Vivo

Cultura

Festival Músicas do Mundo arranca hoje em Vila Real

Festival Músicas do Mundo arranca hoje em Vila Real

Abre este sábado, com um concerto de Martinho da Vila, a quinta edição do Festival de Músicas do Mundo - Concertos de Verão, organizado pelo Teatro de Vila Real.

Até fim de Agosto, passarão por Trás-os-Montes cerca de uma dúzia de artistas. O espectáculo de hoje, às 22.30 horas (o horário é sempre o mesmo), é aguardado com expectativa, já que, após 30 anos de carreira, o artista brasileiro quase dispensa apresentações, tendo sido o primeiro sambista a ultrapassar a marca de um milhão de cópias, com o CD "Tá Delícia, Tá Gostoso", lançado em 1995. Mas, até final do mês de Agosto, passarão por Vila Real, além do samba, muitos mais exemplos de grande diversidade da world music, incluindo os holandeses Bernie's Lounge e os irlandeses Slâinte, intérpretes de música celta, ambos em concertos únicos em Portugal. Os Bernie's Lounge , de Amesterdão, que actuam a 2 de Agosto, são uma banda de topo no âmbito da world music produzida na Holanda e é constituída por alguns dos melhores músicos da actual cena musical holandesa, originários de países muito diferentes da Europa e da América. Uma banda multi-étnica e multinacional. Apresenta um som dançável e contemporâneo, inspirado no universo musical afro-latino, no funk, na música dos Balcãs e do Brasil. Através dos Mariachi Tequila, a música mexicana ultrapassou as fronteiras e anima a vida citadina em todas as partes do Mundo. A magia, a alegria e a fantasia apoderam-se da ocasião, para deixar na memória de todos um momento único. Passam em revista o melhor repertório da música mexicana: sones, huapangos, rancheras, boleros e corridos, interpretados por um conjunto de músicos e por dois pares de bailarinos. Os Timbila Muzimba é uma orquestra musical formada por dez elementos. Surgiram em 1997, de um grupo de jovens músicos e bailarinos moçambicanos que cresceram no bairro Unidade 7, nos arredores da cidade de Maputo, conhecida pelas suas orquestras de timbila. Os jovens aprenderam o canto e dança na sua comunidade. Timbila são os xilofones do povo Vachopi, que habita o sudeste de Moçambique, nas províncias de Gaza e Inhambane. A Timbila foi considerada património mundial da humanidade pela UNESCO em 2004. O projecto Wok - Ritmo Avassalador é um espectáculo do veterano percussionista Rui Júnior, fundador do Tocá Rufar. Durante este ano, o WOK vai percorrer o país de Norte a Sul, numa digressão que contemplará mais de 200 espectáculos. Já a banda irlandesa Slâinte (o termo gaélico para "cheers", uma expressão de brinde), que encerra o festival, a 30 de Agosto, é constituída por sete elementos, que tocam uma grande variedade de instrumentos - harpa, gaita-de-foles, flautas, guitarras, banjo, baixo, bandolim, bouzouki e bodhran (percussão) - e possui um vasto conjunto de harmonias vocais. As propostas musicais do festival representam nove países e três continentes, com projectos que fundem diversos estilos musicais, do funk ao reggae, soul, ska, klezmer, rock, os ritmos latinos, o tango, o forró, a música popular brasileira, a música cubana, o fado e a música popular portuguesa, sem esquecer a música celta. Vítor Nogueira, director do Teatro Municipal de Vila Real, disse que, "a exemplo das edições anteriores, esta montra de world music procura aliar a diversidade das propostas a um espírito festivo que celebre o Verão e ajude a fomentar o espírito de curiosidade por diferentes identidades culturais". O director considera que "a programação está feita de forma a agradar a toda a gente, pois, além de contar com o carácter tradicional de cada país representado, o público poderá entrar em contacto com projectos que fundem diversos estilos, marcados pelo cunho pessoal de cada grupo ou artista".

ver mais vídeos