Premium

Fuga pelos recantosdo Mundo valeu-lhe os palcos de Hollywood

Fuga pelos recantosdo Mundo valeu-lhe os palcos de Hollywood

Paulo Ferreira é engenheiro 350 dias por ano. Nos outros 15, é documentarista. Domingo recebe mais um prémio.

Se Paulo Ferreira pudesse escolher, nem sequer pestanejava: trocava, de boa vontade, o glamour da entrega de prémios em Hollywood ou Cannes por uma escapadela até aos confins do Mundo, só ele e uma máquina fotográfica. Mas a verdade é que é graças a uma que chega ao outro.

O engenheiro informático de Gondomar já arrecadou dois prémios em Los Angeles: o Oscar para melhor documentário (best time-lapse), e o outro, o que mais lhe agrada, o Hollywood Independent Documentary. É uma estatueta de um homem com uma câmara às costas, como ele, quando vai, mundo fora, e se isola durante dias e faz os documentários mais fantásticos, em time-lapse (vídeo feito a partir de uma sequência de fotos captadas num longo espaço de tempo, montadas em quadros por segundos e exibidas em intervalos de minutos).

ver mais vídeos