Administradores

Guimarães 2012 já tem novos administradores

Guimarães 2012 já tem novos administradores

Está formada a nova equipa administrativa de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. Depois da saída de Cristina Azevedo e da nomeação, no passado dia 27 de Julho, de João Serra para dirigir os destinos do evento de 2012, restava saber quem seriam os restantes quatro membros do Conselho de Administração.

Assim, sob a liderança de João Serra, vão administrar Guimarães 2012 Paulo Cruz, presidente da escola de arquitectura da Universidade do Minho, Rosa Amora, antiga adjunta do Pelouro da Cultura da Câmara de Lisboa, Fortunato Frederico, empresário de Guimarães detentor da Kyaia, e Francisca Abreu, vereadora da Cultura da Câmara de Guimarães.

Além destes nomes, a nova composição administrativa garantiu Carlos Martins para o cargo de director-executivo, ele que se tinha demitido de director de projecto, em Maio, alegadamente por divergências com a anterior Administração liderada por Cristina Azevedo.

Para João Serra, presidente da Guimarães 2012, "tratam-se de escolhas cirúrgicas, assentes em elementos com provas dadas nas mais diversas áreas e que trarão para Capital Europeia da Cultura um novo fôlego de dinamismo, perseverança e capacidade de execução".

A nova equipa tem "elevado curriculum profissional e experiência em processos exigentes", refere João Serra.

Era conhecido, por obrigação estatutária, que Francisca Abreu seria vogal não-executiva da nova administração, e que João Serra seria o novo líder.

A acompanhá-la como vogal não-executivo estará Fortunato Frederico, um dos empresários vimaranenses de maior projecção internacional, cuja empresa detém as marcas de sapatos e vestuário Fly London, sendo igualmente presidente da associação nacional do sector do calçado.

Como vogais de poder executivo serão nomeados Rosa Amora e Paulo Cruz. A primeira exerce actualmente o cargo de gestora hospitalar, tendo sido subdirectora do Instituto Português de Arqueologia. Já Paulo Cruz é professor catedrático e investigador na Universidade do Minho, onde lidera a escola de arquitectura.

O novo Conselho de Administração pretende dotar Guimarães 2012 de uma maior ligação ao tecido económico e empresarial, numa clara mudança da maior parte dos membros comparativamente ao Conselho de Administração anterior, de onde transitam João Serra, agora presidente, e Francisca Abreu.

Conteúdo Patrocinado