Cinema

Jovens de Vila Flor, Murça e Alijó premiados por filmes sobre o vale do Tua

Jovens de Vila Flor, Murça e Alijó premiados por filmes sobre o vale do Tua

Jovens de três agrupamentos de escolas dos distritos de Bragança e Vila Real ganharam os prémios do Concurso "Festi-Vale do Tua", que visava a criação de microfilmes de promoção da região. A entrega decorreu esta segunda-feira, no Teatro Auditório de Alijó.

Concorreram 22 trabalhos produzidos por estudantes dos cinco concelhos abrangidos pela albufeira da barragem construída junto à foz do rio Tua: Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor. Dez chegaram à pré-final, mas só três subiram ao pódio.

Em primeiro lugar ficou Ana Delfim, aluna da Escola Básica e Secundária de Vila Flor, com o microfilme "Vale do Tua - Um Tesouro a Descobrir". Recebeu mil euros para investir em material audiovisual e a escola que representou arrecadou outro tanto para o mesmo fim.

Na segunda posição ficou Joana Martinho, da Escola Básica e Secundária de Murça, que ganhou 750 euros com o trabalho "A Tua Viagem". O terceiro lugar do pódio, com 500 euros de prémio, coube a um grupo de 13 estudantes da Escola Básica e Secundária D. Sancho II de Alijó, com o vídeo "Tua - Um novo parque a explorar".

Ana Delfim diz que graças ao trabalho que desenvolveu ficou a "conhecer melhor os cinco municípios e as suas paisagens", para além de ter "aprendido muito sobre o vale do rio Tua e o seu parque natural regional, nomeadamente sobre a fauna e a flora". O valor do prémio pretende investi-lo num drone ou numa nova lente para a máquina fotográfica.

Joana Martinho espera poder investir os seus 750 euros do prémio numa câmara de filmar ou num tripé, depois de a produção do filme que mereceu o segundo lugar a ter feito "pensar fora da caixa". Agora, assume ter "novos horizontes e novas metas". "Foi uma experiência que me fez crescer e descobrir um novo eu", acrescenta.

Por sua vez, Mafalda Veiga e Gonçalo Lopes, do grupo de Alijó, explicam que, no filme, é contada a experiência que viveram no rio Tua, nomeadamente num passeio em canoa, e realça "a maravilha que é a paisagem do vale". Acreditam que é "um bom chamariz de turistas" para a região.

O autarca anfitrião da iniciativa desta segunda-feira, José Paredes, sublinha o potencial turístico que o vale do Tua já possui, nomeadamente desde que foi criado o Parque Natural Regional e desde que estão abertos os percursos pedestres certificados. "Têm tido uma grande afluência de pessoas e estou convencido que terão cada vez mais", nota, consciente que "quando mais as pessoas conhecerem a sua riqueza, mas tenderão a preservá-la".

O "Festi-Vale do Tua" foi lançado pelo Parque Natural Regional do Vale do Tua em parceria com a OIKOS-Cooperação e Desenvolvimento. Teve como objetivo aumentar a visibilidade e o reconhecimento do parque. O diretor, Artur Cascarejo, diz que o concurso "ultrapassou as melhores expectativas da organização", o que "prova que o parque natural é algo que também as escolas e os jovens querem conhecer melhor, pretendendo fazer parte deste projeto integrado de desenvolvimento para o território".

ver mais vídeos