Cinema

O próximo 007 vai ser uma mulher negra

O próximo 007 vai ser uma mulher negra

Nos últimos anos, o debate sobre que mudanças deveriam ser feitas ao papel de James Bond, no franchise cinematográfico cujo 25.ª episódio está a ser filmado, fizeram correr muita tinta e chegam agora as primeiras novidades concretas. Segundo o jornal "Mail on Sunday", o nome de código 007 vai ser entregue à atriz Lashana Lynch, a piloto Maria Rambeau, de "Capitan Marvel".

No entanto, segundo o mesmo jornal, a personagem de Lynch não se chamará Bond. Tal como a atriz tinha anunciado no Instagram, sem dar mas pormenores sobre o papel, vai desempenhar o papel de Nomi.

Segundo fonte da produção, que neste momento filma o 25.º filme entre Itália e o Reino Unido, James Bond, ainda Daniel Craig, é chamado de urgência da reforma que está a gozar na Jamaica. No entanto, numa cena classificada como "de deixar cair as pipocas", a personagem M pede para que 007 entre na sala e é feita a revelação ao público que o icónico nome de código 007 do espião foi atribuído à personagem de Lashana Lynch. "Bond continua a ser Bond, mas é substituído como 007 por esta mulher deslumbrante", explica a fonte.

Esta mudança de rumo dos filmes de James Bond terá nascido da guionista e feminista ​​​​​​​Phoebe Waller-Bridge, contratada para garantir que o franchise se atualiza e acompanha a evolução da sociedade, deixando cair alguns anacronismos machistas de que a série de filmes tem sido acusada.

"Este é um Bond para a era moderna, que apelará a uma geração mais jovem, mantendo-se fiel ao que todos nós esperamos de um filme de Bond".