Televisão

Quem vence afinal a Guerra dos Tronos? As teorias dos fãs sobre o fim da série

Quem vence afinal a Guerra dos Tronos? As teorias dos fãs sobre o fim da série

"Na guerra dos tronos, ou vences ou morres". A frase é de Cersei Lannister, na já longínqua primeira temporada da aclamada série da HBO, estreada há oito anos. Com a madrugada desta segunda-feira chega também o último episódio da história que apaixonou milhares de fãs em todo o mundo. E o que todos querem saber é: quem vence e quem morre? (Este texto contém spoilers).

Como manda a tradição, começam a surgir incontáveis teorias sobre o desfecho da trama, na Internet. Mas se há coisa a que "A Guerra dos Tronos" nos habitou é que não vale a pena tentar adivinhar algo que sempre foi tão imprevisível. Terá sido talvez isso a conquistar a adoração dos espectadores. A decapitação de Ned Stark continua bem presente na memória, não é? "Se achas que isto tem um final feliz, não tens estado a prestar atenção", advertia Ramsay Bolton na terceira temporada.

Se será um final feliz ou não, só daqui a umas largas horas se saberá. Antes disso, resta apenas lançar a melhor aposta. "Eles não fazem ideia do que vai acontecer", já dizia Bran Stark na sexta temporada. Ainda assim, os fãs deram a palavra. Até porque milhares deles estão descontentes com o trabalho dos escritores da série, David Benioff e D.B. Weiss, que "provaram ser lamentavelmente incompetentes". Mais de 700 mil fãs até já assinaram uma petição que pede à HBO para refazer o guião da última temporada.

Os "White Walkers" estão de volta

Uma das teorias a circular entre os utilizadores da rede social Reddit é a de que os "White Walkers", ou "Caminhantes Brancos", ainda não estão fora da luta pelo trono. Apesar do desfecho do episódio 3 desta temporada, em que se vê o fim do "Night King", líder das criaturas sobrenaturais, às mãos (ou mão, vá) de Arya Stark, muitos fãs acreditam que ainda há muito a explicar sobre a existência dos "White Walkers" e que, por isso, estes podem voltar a aparecer - ou pelo menos ser referidos - no último capítulo da série. Será que os mortos vão reerguer-se?

Jon Snow será o novo "Night King"

E se há quem pense que os mortos voltarão a marchar por Westeros, também há quem arrisque a dizer que o seu líder será... um dos vivos. Nada mais, nada menos, do que Jon Snow. Ele mesmo. O herói que morreu traído pelos "irmãos" da "Patrulha da Noite" e que ressuscitou para se revelar como um dos principais, senão o principal candidato ao Trono de Ferro. Morrer não seria uma novidade para Jon, é certo, mas há a teoria de que a terceira vida do Rei no Norte será como Rei... da Noite. A forma de como isso poderia acontecer diverge entre as várias apostas dos fãs, mas o destino final é o mesmo: irá Jon Snow acabar a história com olhos azuis?

Há mais um ovo de dragão escondido por aí algures

Quando se fala de apostas, vale tudo. Até ovos de dragão. E como se três não bastassem, há quem acredite que existe algures um quarto ovo escondido. Uma das teorias é de que há um ovo nas catacumbas de Winterfell. Depois do que aconteceu em King's Landing no último episódio, muitos fãs certamente não vão querer que esta ideia se confirme, não vá a casa dos Starks também ficar em cinzas. Já se sabe que Jon Snow é na verdade Aegon Targaryen e que, com a morte de Rhaegal, o dragão que montou no início da temporada, poderia eventualmente ter um novo animal de estimação (depois da tão criticada despedida - ou falta dela - ao seu fiel companheiro Ghost, o lobo gigante de pelo branco e olhos vermelhos). Parece pouco provável, mas no que toca à magia dos Targaryen...

Tyrion Lannister é afinal um Targaryen... e mais um herdeiro ao Trono

Por falar em Targaryens, os fãs têm razões para suspeitar de que mais um membro da família pode aparecer ao virar da esquina. Afinal, o segredo da verdadeira identidade de Jon Snow foi mantido durante cerca de 18 anos. E desvendado em breves momentos por Sansa Stark. Uma das máximas dos Targaryens diz que "o dragão tem três cabeças" e portanto há quem acredite que, além de Daenerys e Jon Snow, há um terceiro elemento daquela Casa. A teoria diz que Tyrion Lannister, o anão adorado pelos fãs, é um Targaryen, nascido da violação da sua mãe, Joanna Lannister, mulher de Twyin, por parte do "Rei Louco" Aerys, na noite de núpcias do casal de "leões". Devido à "aberração" que nasceu dessa atrocidade, Joanna morreu no parto e o rei Aerys ordenou que Twyin criasse Tyrion como seu próprio filho (isso justificaria a difícil relação entre os dois e até as semelhanças entre os nomes "Tyrion" e "Targaryen"). Apesar de ser algo plausível, muito dificilmente haveria tempo e engenho para explicar tão detalhada história no derradeiro episódio da série, mesmo que o Tyrion acabe sentado no Trono, como muitos gostariam. Quem sabe não será uma ideia a explorar nos próximos livros de George R. R. Martin.

Bran vai controlar a mente do dragão

Muitos fãs estão desiludidos com a inércia de Bran Stark nesta última temporada. Uma personagem que, à partida, poderia e deveria ser uma das chaves para o desfecho da história, tendo em conta todo o percurso ao longo da série, acabou por se tornar um mero observador do enredo. Literalmente. Uns questionam o que é que o "Corvo de Três Olhos" andou a fazer quando se "ausentou" na Batalha de Winterfell, no episódio 3, enquanto outros acreditam que a personagem está a ser guardada para um ato final em grande. Alguns seguidores da série lembram que o antecessor de Bran, o velho mestre na árvore, lhe disse que nunca mais voltaria a andar, mas que iria voar. Isso poderia querer dizer que Bran conseguirá controlar a mente de Drogon, o último dragão vivo, para evitar danos maiores depois do que aconteceu no último episódio. Há quem vá mais longe e arrisque que o jovem Stark irá utilizar o dragão para derreter o próprio Trono de Ferro.

Com ou sem dragão, Bran torna-se rei

Depois da teoria de que Bran poderá controlar a mente de um dragão, surge outra mais irreverente. Uma aposta que tem tanto de simplicidade como de falta de sentido. Uma vez que Bran já não é "um ser humano", nunca demonstrou qualquer pretensão ao trono e tem todas as respostas para o passado e presente, deverá ser ele a comandar o futuro de Westeros, no Trono de Ferro. Se é válido ou não, fica ao critério de cada um, mas a probabilidade de os fãs quererem voltar ao passado depois desse final é considerável...

Arya vai voltar a mudar de cara

A questão foi lançada: por que é que Arya teria aprendido a "trocar de cara" se não fosse para executar essa técnica para um final dramático da série? Esta teoria começa a ganhar mais força quando se começa a discutir quem será a personagem a matar Daenerys Targaryen - supondo que a "Mãe dos Dragões" chega sequer a morrer. Alguns fãs acreditam que Arya poderá usar o rosto de Grey Worm para se aproximar da rainha e matá-la. Por isso já sabe, enquanto estiver a ver o último episódio, desconfie sempre de quem diz ser quem é.

Arya vai matar Daenerys

No seguimento da teoria anterior, surge aquela que é talvez, no momento, a mais popular de todas. Olhos castanhos, olhos azuis e olhos verdes. A "feiticeira vermelha" Melisandre disse - por duas vezes na série - a Arya que iria fechar esses olhos para sempre. Se os castanhos estão associados à morte de Walder Frey, o homem que matou a mãe e o irmão no famoso "Red Wedding", e os azuis ao fim do Night King, no episódio 3, os verdes poderão ser os de Daenerys. Outra opção seria Cersei Lannister, mas uma vez que esta desapareceu no episódio anterior, resta a morte da nova rainha para Arya salvar o reino... outra vez. Significaria isso que a jovem assassina iria sentar-se no Trono?

É Jon Snow quem mata Daenerys

Os fãs estão divididos. Uns dizem que será Arya a matar Daenerys, outros afirmam que será Jon Snow. Apesar de alguns argumentarem que isso seria algo que vai contra os valores do herói da série, a verdade é que seria algo trágico e intenso, como a série habituou o público. Jon é visto como um homem nobre e honesto, sempre preocupado em fazer o que está certo, mas agora que viu o quão louca e implacável Daenarys pode ser, talvez perceba que a única forma de a parar seja através da própria espada. Isso significaria também a concretização de duas profecias: a de Azor Ahai, o predestinado que vai salvar o mundo ao matar a sua amada com uma espada de fogo (poderá ser uma metáfora para a espada de Jon e o fogo do dragão); e a de que Dany seria, mais uma vez, traída por um homem que ama (uma profecia dos livros que não foi tão explorada na série). Há ainda quem diga que Jon também se mata depois. Há por aí fãs de Shakespeare?

Gendry Baratheon será o rei

Recuando alguns, ou vários, episódios na série, vamos chegar à conclusão que o herdeiro legítimo ao trono é um Baratheon e não um Targaryen, uma vez que Robert ganhou a guerra contra o "Rei Louco" e o filho deste, Rhaegar Targaryen (pai de Jon Snow). Tendo em conta que todos os filhos supostamente "legítimos" de Robert com Cersei eram, afinal, Lannisters, fruto da relação incestuosa da então rainha com o irmão gémeo Jaime, e que os irmãos do rei, Stannis e Renly, também já morreram, resta o último dos Baratheons. É ele o recém nomeado Lorde das Terras da Tempestade e ex-bastardo Gendry. Muitos fãs acreditam que ele é o legítimo herdeiro ao Trono de Ferro e que, no fim, será ele a governar os Sete Reinos de Westeros.

Sansa Stark vai governar o Norte

Embora não tenha que ver diretamente com o destino do Trono de Ferro, é uma das teorias mais badaladas na Internet. Sansa Stark está destinada a governar o Norte. Para muitos fãs, é a personagem mais inteligente na série, neste momento. Cresceu como uma rapariga ingénua e tornou-se, depois de tantos momentos difíceis e angústias, uma mulher forte, sensata e determinada. Desde que voltou a Winterfell e se tornou a "lady" da casa dos Starks, Sansa tem insistido com frequência na questão da independência do Norte, revelando-se uma governante atenciosa, inteligente e por vezes manipuladora - para muitos é vista como uma aluna de "Littlefinger", o grande mestre dos esquemas de bastidores - que pode ser implacável a proteger a casa e o nome da sua família. Poderá Sansa tornar-se a primeira Rainha no Norte?

O Trono de Ferro será destruído

Que final seria mais poético para uma guerra dos tronos do que o fim do próprio trono? A monarquia que impera no mundo de fantasia de Westeros é muitas vezes associada à tirania e à ditadura de reis e rainhas malvados, com milhares de mortes de inocentes por causa dos seus jogos de poder. Daenerys disse que iria "quebrar a roda" que gira em torno das grandes Casas na luta pelo trono e "Littlefinger" afirmou que o "caos é uma escada" para atingir o sucesso. Tudo isso representa a ganância e a hipocrisia dos "grandes senhores", cujo poder maior é representado pelo próprio Trono de Ferro. Para uma grande parte dos fãs, teria um enorme sentido de justiça destruir a cadeira das milhares de espadas dos inimigos de Aegon Targaryen, terminando assim a dinastia dos dragões e transformando Westeros num mundo democrático, em que cada região se governa de forma independente. Um final mais político do que fantasioso, mas ainda assim bastante credível.

Os dados estão lançados. Nenhuma teoria serve para nos contar o final de "A Guerra dos Tronos". Esse só se saberá mais logo, pelas 2 horas (em Portugal), quando se ouvir o famoso tema de entrada. E que saudades vão deixar aquelas intrigas, dragões e muralhas de gelo. Mas para tudo há um fim e o da série mais vista de sempre acontece daqui a umas horas. Mesmo que a Arya nos diga "not today".