Festival

Super-fãs de super-slow core em Coura

Super-fãs de super-slow core em Coura

Havia gente a ver o concerto até à linha do caminho e debaixo das barracas de cerveja dos dois lados do palco tenda Vodafone FM numa enchente aparentemente incalculada.

Ou são muitos - são mais do que isso, são demasiados - os fãs do super-slow core pop ambiental dos Cigarettes After Sex ou a tenda é demasiado pequena demasiadas vezes e isso já não é uma circunstância ocasional.

Fãs confirmados, percebe-se ao perfurá-los, inamovíveis do meio para a frente, atentos, ainda que a menear, sozinhos e aos pares, bamboleantes de ambos os sexos, latentes na audição zen daquilo que em som parece uma praia negra a flutuar no luar - e reactivos, batiam palmas assim que findava a cortina da esfumação de cada canção e às vezes até dentro das canções, reagindo a um movimento mínimo de diferente que fosse de Greg Gonzalez, o vocalista e ambientalista da banda. Eles são de El Paso, Texas, USA, mas parecem muito mais europeus.

O quarteto, guitarra, teclas, bateria e baixo, tem um ar melancólico e andrógino e a luz que o cerca, também a luz parece lenta, é baixa e escura como a sua nova canção, mas são todas, "Young and dumb", uma canção para a beira de uma praia relentada, e todas falam da perda em letras e títulos de grande puerilidade ("Nothing's gonna hurt you baby", "Affection", "Dreaming of you", "Starry eyes" ou até "I'm a firefighter" (não é uma canção sobre bombeiros, ele está só a confrontar-se com as chamas do amor) e quase não há redenção.

Às 23.03 horas da noite do 4.º e último dia do festival, acabado o concerto, agradeciam eles retribuídos em palco - "vocês são amazing", disse cândido Greg - deu-se um inédito: foi arrancado um encore, o único até agora do 24.º Vodafone Paredes de Coura, o único (a morte do encore nos festivais é mais perturbante do que a morte da estrela da rádio pela estrela do vídeo de TV). E foi simples: o público pediu ("só-mais-uma" pedido em crescendo), eles disseram então está bem, vamos tocar mais uma e, depois de terem sido, claro, coroados com outra cascata de palmas, tocaram mais uma.