Exclusivo

Jaime Fernandes: mestre da arte bruta, esquizofrénico

Jaime Fernandes: mestre da arte bruta, esquizofrénico

No final de 1969, a psiquiatra Margarida Cordeiro entra no Hospital Miguel Bombarda, em Lisboa. Numa das paredes da instituição dedicado a doentes psiquiátricos, depara-se com um desenho que classificou como um exemplar perfeito de arte psicótica.

Cordeiro descobre que o autor é um doente que ali esteve internado durante 30 anos e que havia falecido um mês antes. Decide então reunir todos os desenhos e inicia a investigação. Esta foi a génese para que o Mundo ficasse a conhecer Jaime Fernandes.

Com António Reis, Margarida Cordeiro enceta a realização de um documentário antropológico que retrata a vida de Jaime Fernandes, doente esquizofrénico. A curta-metragem de 1974, "Jaime", é um dos momentos marcantes do Novo Cinema Português.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG