Exclusivo

Jan Martens apela à indignação antes que se "quebrem ossos"

Jan Martens apela à indignação antes que se "quebrem ossos"

Coreógrafo belga fala com o JN sobre a peça que abre esta quinta-feira a nova temporada do Teatro Rivoli. Há violência, racismo, feminismo e homofobia em destaque.

"Qualquer tentativa terminará em corpos esmagados e ossos partidos". A afirmação proferida pelo presidente chinês Xi Jinping durante as manifestações de Hong Kong do ano passado, repetida em loop na CNN, deixou em alerta o coreógrafo Jan Martens.

"Mas ninguém se queixou e a frase passou, porque estamos a ficar indiferentes à violência", lamenta ao JN o artista belga que abre amanhã, às 19.30 horas, com o GRIP& Dance on Ensemble, a temporada do Teatro Municipal do Porto. A frase de Xi Jinping, que é uma ameaça, e que traduzida diz que "qualquer tentativa [para dividir a China] acabará em corpos esmagados e ossos quebrados" dá nome à peça. "Essa violência é replicada nos discursos dos trolls da Internet. E todos sabemos como escalaram rapidamente os discursos de Donald Trump", lembra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG