Fotografia

Jorge Bacelar expõe o Portugal rural no Ateneu do Porto

Jorge Bacelar expõe o Portugal rural no Ateneu do Porto

A primeira grande exposição de Jorge Bacelar, fotógrafo português premiado internacionalmente, vai ser inaugurada no Ateneu Comercial do Porto no próximo sábado, dia 29. Intitulada "Ruralidades", a mostra vai ficar patente ao público até dia 28 de fevereiro.

A aguardada estreia de Jorge Bacelar nas exposições de grande formato acontece já no próximo sábado, às 18 horas, e debruça-se sobre a sua gente, como costuma dizer o fotógrafo que começou a cultivar a paixão pela imagem na Ria de Aveiro

Nas imagens reunidas em "Ruralidades" encontramos "corpos castigados pelas jornadas de trabalho no campo, do nascer ao pôr do sol, jogos de luz que funcionam como torneiras que agitam as águas das nossas almas, aqui e ali candidamente perscrustadas pelos olhares e pelas mãos dos retratos, rugas, resignadas, mas também, por entre a penumbra, iris inundadas de um azul - ou verde - cristalino onde parecem caber infindáveis horizontes ainda por descobrir, cheios de perguntas..."

Veterinário-fotógrafo, Bacelar tem conquistado inúmeros prémios internacionais com as suas "pinturas da vida real" , feitas de proximidade, de cumplicidade e de amor pelas gentes.

Em 2021, venceu o prémio do Público no Travel Photographer of the Year, uma das maiores competições de fotografia de viagens do mundo, e no ano anterior ficou entre os 50 finalistas mundiais no concurso "Best Photo of 2020".

Nascido em 12 de junho de 1966, em Figueira de Castelo Rodrigo, Jorge Bacelar iniciou-se na fotografia apenas em 2013, mas esta arte ganhou rapidamente uma importância central na sua vida.

As gentes de Estarreja e Murtosa são a sua grande fonte de inspiração, traduzida em fotografias de qualidade crua, que mostram a relação próxima do fotógrafo com as pessoas retratadas.

PUB

A exposição "Ruralidades" marca o início de um ano intenso de atividades no Coliseu. Em março está programada uma visita imersiva multimédia para contar a história da instituição e no mesmo mês, a 12, comemorar-se-ão os 450 anos da 1.ª edição dos Lusíadas, de que a instituição detém um exemplar original.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG