Premium

Mais de metade das companhias de teatro ficam sem apoio

Mais de metade das companhias de teatro ficam sem apoio

A Direção-Geral das Artes (DGArtes) apoiou globalmente 60% das entidades, mas no concurso de Teatro mais de metade ficaram excluídas.

Conhecidos esta sexta-feira os apoios da Direção-Geral das Artes (DGArtes) referentes aos sete concursos para o biénio 2020-2021 (Programação, Teatro, Música, Dança, Circo Contemporâneo, Artes Visuais e Cruzamentos Disciplinares), foram apoiadas 60% das candidaturas. Houve 196 estruturas a concurso, 177 foram consideradas elegíveis, mas só 102 serão apoiadas. Apesar de a verba de 18,7 milhões representar um aumento de 17% face ao anterior concurso bienal, o problema continua a estar concentrado no orçamento: não há verba para apoiar 75 estruturas aprovadas.

A tutela salientou o aumento de 83% para a Cultura no período de 2015-2019, mas as estruturas não alinham pelo mesmo diapasão. "Mais de metade dos candidatos ficaram sem financiamento, situação muito grave, para a qual o próprio júri pede uma solução", afirmou, ao JN, a PLATEIA - Associação de Profissionais das Artes Cénicas, em relação ao concurso específico do Teatro.

Outros Artigos Recomendados