Jornalismo

Diário de Notícias volta a ter edição diária nas bancas a 29 de dezembro

Diário de Notícias volta a ter edição diária nas bancas a 29 de dezembro

O Diário de Notícias (DN) vai regressar às bancas como jornal diário em 29 de dezembro, data em que se assinala o aniversário do título, segundo comunicado do Conselho de Redação.

A reunião dos membros eleitos do Conselho de Redação (CR) do DN aconteceu na quarta-feira, no âmbito da nomeação de Rosália Amorim, proposta pela administração da Global Media Group, para diretora do Diário de Notícias.

No comunicado enviado à redação, o CR dá parecer positivo à nomeação de Rosália Amorim, referindo que a nova diretora "citou a intenção já expressa pelo novo acionista maioritário do GMG, Marco Galinha, de ver o Diário de Notícias regressar às bancas como jornal diário no dia 29 de dezembro, assinalando assim a data de aniversário do DN".

O DN deixou de ter edição diária em papel em meados de 2018, passando a estar nas bancas ao domingo.

Rosália Amorim, refere o CR, disse que a administração lhe pediu para implementar o regresso do DN ao papel "com uma edição impressa diária" e apostar "em três áreas editoriais fortes - política, economia e um jornalismo local focado nos grandes concelhos da Área Metropolitana de Lisboa". Salientou ainda que não pretende fazer do DN um "jornal económico" ou "local".

A nova diretora pretende tornar o DN "de novo uma marca forte" com capacidade de "determinar a agenda política, económica, social ou cultural".

PUB

Outras Notícias