RTP

Diretora de Informação recusa "boicote" ao "Sexta às 9"

Diretora de Informação recusa "boicote" ao "Sexta às 9"

A diretora de informação da RTP, Maria Flor Pedroso, garantiu esta sexta-feira que "nunca" informou a diretora do ISCEM sobre a investigação que o programa "Sexta às 9" estava a fazer sobre a instituição, refutando acusações da jornalista Sandra Felgueiras.

Em causa está um relato feito pela coordenadora do programa, em 11 de dezembro, numa reunião com o Conselho de Redação (CR), em que adiantou que o "Sexta às 9" estava a investigar suspeitas de corrupção no âmbito do processo de encerramento do Instituto Superior de Comunicação Empresarial (ISCEM), que passava pelo alegado recebimento indevido de "dinheiro vivo".

Nesse âmbito, Sandra Felgueiras acusou Maria Flor Pedroso de ter transmitido informação privilegiada à visada na reportagem, o que a diretora "rejeitou liminarmente", de acordo com as atas do CR.

Sobre a sua atuação quanto ao programa previsto sobre o ISCEM, Maria Flor Pedroso, numa posição escrita sobre a "verdade dos factos" enviada esta sexta-feira à redação, começou por dizer que desde 2006 lecionava um semestre por ano naquela instituição, "com autorização das suas direções sucessivas", onde também outros colegas de profissão davam aulas.

"Por razões de serviço do ISCEM - reunião com docentes", a diretora de informação da RTP "esteve no instituto a 8 de outubro de 2019", referiu Maria Flor Pedroso no esclarecimento, a que agência Lusa teve acesso. De acordo com o documento, no final desta reunião, a responsável do ISCEM, Regina Moreira, interpelou a diretora de informação da RTP, "dando-lhe conta de que tinha recebido vários contactos e chamadas do Sexta às 9 com um pedido de entrevista, que ela não queria dar".

"Perante a reiterada recusa da entrevista", a diretora de informação insistiu para que Regina respondesse pelo menos por escrito, "sem nunca a ter informado da investigação". "Nada foi falado sobre o contrato de compra e venda do imóvel ou outros dados da investigação. A diretora de informação limitou-se a defender os interesses da RTP ao tentar contrariar a recusa de uma entrevista", garante.

Na investigação em causa, havia suspeitas de corrupção no âmbito do processo de encerramento do ISCEM, que passava pelo alegado recebimento indevido de "dinheiro vivo".

Maria Flor Pedroso acrescenta que "indagou junto dos serviços administrativos [do ISCEM] se era verdade que os alunos eram obrigados a pagar em dinheiro", tendo-lhe sido "dito que não", não havendo multibanco na escola e que as transferências eram bancárias. A diretora da informação referiu que foi essa a informação que "prestou à diretora-adjunta Cândida Pinto para ela passar ao 'Sexta às 9'".

Maria Flor Pedroso sublinha ainda que "a equipa do 'Sexta às 9' sabe, desde o dia 8 de outubro, que a diretora do ISCEM se referiu ao nome da diretora de informação e nada comunicou", nem à direção no seu conjunto, nem à diretora-adjunta Cândida Pinto, responsável mais direta pelo programa.

Jornalistas lançam defendem Maria Flor Pedroso em abaixo-assinado

Um grupo de jornalistas ligados à organização do 4.° Congresso dos Jornalistas decidiu avançar com um abaixo-assinado "em defesa da integridade" da diretora de informação da RTP. Segundo o "Expresso", a iniciativa partiu de uma conversa entre os jornalistas Pedro Coelho, José Manuel Mestre e Paulo Martins, na sequência do caso que envolve Maria Flor Pedroso e equipa de Sandra Felgueiras, relativamente às investigações do programa "Sexta às 9".

"Maria Flor Pedroso é jornalista há mais de 30 anos. Sem mácula. Jornalista exemplar. Reconhecida e respeitada pelos pares. Maria Flor Pedroso é uma das mais sérias profissionais do jornalismo português", pode ler-se no texto, que defende que a diretora de informação da RTP chegou "por mérito" ao cargo. O grupo considera ainda que Maria Flor Pedroso é "defensora irredutível do jornalismo livre, rigoroso. Sem cedências ao mediatismo, a investigações incompletas, ou à pressão de poderes de qualquer natureza."

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG