Ironia

Espanha em choque com o seu resultado, diz que Portugal fez "batota"

Espanha em choque com o seu resultado, diz que Portugal fez "batota"

Portugal levou à Eurovisão "uma canção bem escrita", "uma canção de verdade" e isso "não vale", escreve o jornal "El Español".

"Desde o princípio, o plano de Portugal era jogar sujo. Saltar as regras", escreve o jornal "El Español" esta segunda-feira, ainda no rescaldo dos resultados do festival Eurovisão da Canção, no qual Salvador Sobral saiu claro vencedor.

E no artigo sobre o fracasso do representante de Espanha, Manel Navarro, que ficou em último lugar, lê-se que ao contrário de outros países "os portugueses não se apresentaram este ano no Festival da Eurovisão com um vulgar e antiquado karaoke, como manda a tradição, mas sim com uma canção de verdade. Uma canção bem escrita, de harmonias sedosas, melodia delicada e versos inspirados".

"Isso não vale. Se participas na Eurovisão, participas com todas as consequências. Levar o festival a sério e ganhar é uma infâmia", sublinha o "El Español" num texto carregado de ironia. "Ao resto dos países só restava perder", acrescenta.

"Tínhamos planeado um sábado à noite divertido e teve que aparecer um vizinho sensato", lê-se ainda sobre a vitória portuguesa em Kiev com o tema escrito e composto por Luísa Sobral e interpretado pelo irmão Salvador Sobral, numa atuação a solo e despojada de efeitos visuais que conquistou o júri e o público da Eurovisão.

"Terminar em último significa passar à história", sublinha ainda o artigo, sobre a prestação de Manel Navarro.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG