Televisão

Filomena Cautela: "5 para a meia-noite" volta com mistério

Filomena Cautela: "5 para a meia-noite" volta com mistério

Depois de sete meses de ausência, apresentadora regressa às noites da RTP1 a 9 de janeiro, com dois convidados bombásticos.

Um programa com "upgrade", uma nova produção - já não é a equipa da RTP a fazer o programa, mas a Endemol - e duas "bombas": são estas as promessas da apresentadora Filomena Cautela para o regresso do "5 para a meia-noite", na RTP1, a 9 de janeiro, depois de sete meses fora do ar e nos quais "meio mundo andava a perguntar quando voltava", confidencia "Filó" ao JN.

José Fragoso, diretor de Programas, proibiu a comunicadora de revelar que convidados irão ser "bombásticos" em 2020, mas um deles pode ser Jorge Nuno Pinto da Costa, presidente do F. C. Porto, um dos desejos mais antigos da apresentadora, depois de Manuel Luís Goucha, que fechou o último ciclo de vida do programa.

Sempre a perguntar

"Celebrámos em junho o décimo aniversário com o Goucha e, desde então, não passou um dia em que não me perguntassem quando é que volta o "5". Isso é mesmo fixe, é sentir que têm saudades do programa. Tudo pode acontecer ali, não queremos fazer ninguém chorar nem parecer pseudointelectuais, mas trazer pessoas interessantes que às vezes se revelam. Há dez anos que há este espaço de liberdade", congratula-se Filomena Cautela, que vai tentar "trazer um programa maior e melhor".

"Há coisas que vão voltar com um pequeno upgrade. Tudo o que a malta não queria perder e fazia tendências no YouTube vai voltar. Há novos repórteres e mais criadores de conteúdos dentro do programa. A grande bomba, que não posso dizer, é que há dois convidados que queria revelar, mas o Fragoso não me deixa", lamenta, na brincadeira.

"Agora, temos oportunidade de brincar, mas de forma maior e é isso que esta direção está a dar. As pessoas fizeram o programa durante dois anos e foi como confecionar bolos de casamento sem ovos, sem farinha... sem nada! Devo tudo à equipa que trabalhou lá, deram tudo para o "5" estar no ar com a maior qualidade possível", remata.v

A apresentadora tem um novo formato na RTP que promete puxar a lágrima ao telespectador: Catarina Furtado conduz o programa "As idades da inocência", uma experiência social que junta crianças a idosos com o intuito de se perceber o impacto dos menores na vida dos mais velhos.

"Quando nós começámos a produzir com a Fremantle, havia a ideia de não ir além das cinco semanas. No final, os velhinhos estavam tão felizes com os resultados e com ansiedade por ir acabar que a unidade de saúde, com a qual assumimos o programa, decidiu continuar o projeto fora da televisão", congratula-se Catarina Furtado. "Os miúdos já lamentavam ao fim de semana não poder estar com o seu par e esperavam ansiosamente pela segunda-feira", refere, emocionada. O programa estreia na segunda-feira às 21 horas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG