Televisão

Cancelam programa após participante que falhou detector de mentira ter morrido

Cancelam programa após participante que falhou detector de mentira ter morrido

A estação de televisão britânica ITV anunciou, na quarta-feira, a descontinuação de um programa após o alegado suicídio de um participante que falhou um teste com um detetor de mentiras durante a gravação de um episódio.

A estação de televisão britânica ITV anunciou hoje a descontinuação de um programa após o alegado suicídio de um participante que falhou um teste com um detetor de mentiras durante a gravação de um episódio.

A diretora-executiva da ITV, Carolyn McCall, anunciou que "The Jeremy Kyle Show" acabou "devido à gravidade dos eventos recentes", referindo-se ao facto de Steve Dymond, de 63 anos, ter sido encontrado morto na sua casa em Portsmouth, no sul da Inglaterra, a 9 de maio, depois da sua participação no programa.

A polícia indicou que a morte não é suspeita e garantiu que uma investigação será realizada para determinar a causa, mas a comunicação social britânica avançou que Dymond se terá suicidado.

O programa, transmitido durante o dia e um dos mais populares da estação, confrontava pessoas em conflito e debatia as razões, muitas vezes íntimas, frente às câmaras de televisão.

Num episódio filmado no início deste mês, Dymond submeteu-se a um teste de detetor de mentiras para convencer a noiva de que não lhe tinha sido infiel, mas foi informado de que tinha falhado no teste.

O episódio não chegou a ser transmitido e o programa estava suspenso até à decisão de descontinuação tornada hoje pública.

A ITV já tinha sido criticada pela falta de apoio após a morte de dois ex-participantes no reality show "Love Island", tendo uma das mortes sido confirmada oficialmente como suicídio.

Imobusiness