Premium

Casamentos no pequeno ecrã são contos de fadas com divórcio à vista

Casamentos no pequeno ecrã são contos de fadas com divórcio à vista

Pode um canal de televisão armar-se em casamenteiro e juntar desconhecidos, depois de um trabalho com especialistas, testes, entrevistas que concluem um "match" e abrem a porta à possibilidade de se sonhar com o par ideal?

A psicóloga Ana Oliveira diz que não. E explica porquê. "A busca pela perfeição e pela relação ideal pode criar expectativas irreais. A beleza das relações humanas está na sua complexidade e subjetividade".

A especialista, com mais de dez anos de experiência, vai mais longe: "Um psicólogo ou um "coach" não deve tentar acertar na relação perfeita. Nunca devemos escolher pelo outro. Devemos, sim, ajudar (antes de mais) a estar bem consigo mesmo, ultrapassando inseguranças e desafios pessoais que lhe permitirão não só melhorar a sua vida afetiva, mas também outras dimensões da sua vida".

ver mais vídeos