Google

Madhav Chinnappa: "Sinto-me motivado com o que tenho visto em Portugal"

Madhav Chinnappa: "Sinto-me motivado com o que tenho visto em Portugal"

A quarta ronda de candidaturas ao Fundo de Inovação Digital News Initiative (DNI), criado pela Google para apoiar a inovação nos média europeus, terminou esta semana. A monetização dos conteúdos digitais (como fazê-los gerar receitas) foi o enfoque exigido. Madhav Chinnappa, diretor de relações estratégicas da Google com a indústria dos média, está expectante.

"Estou entusiasmado para ver o que se vai passar. A monetização [dos conteúdos online] é um dos maiores desafios que as empresas nos têm reportado. Há uma grande tentativa para encontrar novas fontes de receita e tenho esperança de que encontremos [nesta ronda] algumas inovações nesta área", explica.

Portugal já recebeu 4,7 milhões de euros dos 73,5 milhões que foram atribuídos, nas três primeiras rondas, a 359 projetos de jornalismo digital de 29 países. O fundo, que prevê disponibilizar 150 milhões de euros em três anos, apoiou projetos como o JN Direto ou o Nónio, este último uma colaboração entre seis grupos de comunicação social nacionais, que a Global Media Group também integra. O Nónio é uma ferramenta de segmentação de audiências, que pretende fortalecer a presença dos média nacionais no mercado publicitário.

O projeto já chamou a atenção de outras empresas de média internacionais e Chinnappa confessa "estar ansioso para ver como vai correr". "Sinto-me muito motivado pelo que tenho visto em Portugal em termos de criatividade, mas também me sinto muito satisfeito por ver projetos colaborativos como o Nónio", destaca.

A aposta da Google nos média, não só através do fundo como da própria plataforma DNI - que inclui o desenvolvimento de produtos, formação e pesquisa -, é uma das missões da empresa para lá de 2019. "A Google e a indústria dos média partilham muitos dos mesmos valores, como o acesso à informação. Estamos muito interessados na boa saúde do ecossistema informativo", explica Madhav Chinnappa.

É, aliás, este "ecossistema que não só está ciente dos desafios como consegue propor soluções". E as candidaturas para o fundo são prova disso: "Nas duas primeiras rondas, encontrámos meia dúzia de projetos na área do "fact check", antes de se falar, sequer, das "fake news". O ecossistema percebe o problema e nós podemos permitir que trabalhem nisso."

Em estreita colaboração com a indústria, a Google já ajudou a minimizar problemas na área do mobile (criando um acelerador de páginas) e do vídeo, mas ainda há um longo caminho a percorrer na monetização.

ver mais vídeos