Trabalho

Precários da Lusa integrados no quadro

Precários da Lusa integrados no quadro

Os 25 trabalhadores precários da Lusa que receberam 'luz verde' no âmbito do programa de regularização extraordinária dos vínculos precários na Administração Pública (PREVPAP) serão integrados com efeitos a partir de 24 de abril.

De acordo com o "despacho de homologação dos Ministérios da Cultura, Trabalho e Segurança Social e Finanças, esclarece-se que os 25 trabalhadores que recorreram ao programa PREVPAP e que obtiveram parecer positivo serão integrados nos quadros da Agência Lusa com efeitos a partir de 24 de abril de 2019", disse, numa nota, o presidente do Conselho de Administração (CA) da Lusa, Nicolau Santos.

O CA da Lusa tinha também hoje informado sobre a receção do despacho de homologação do parecer da Comissão de Avaliação Bipartida (CAB) da Cultura sobre 25 trabalhadores precários da agência, cuja integração vai concretizar "o mais rapidamente possível".

"O Ministério da Cultura solicita igualmente que, com a maior urgência, sejam iniciados os procedimentos necessários à integração dos respetivos trabalhadores nos termos legais, o que será feito o mais rapidamente possível", lia-se na nota anterior de Nicolau Santos enviada aos trabalhadores.

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social tinha já hoje garantido no parlamento que "todos os processos" de regularização dos vínculos precários na Lusa estavam concluídos e que cabia agora à administração avançar com a integração dos trabalhadores nos quadros da agência de notícias.